Alagoas

Operação retira famílias que invadiram conjunto residencial em Rio Largo

Bope, Radiopatrulha, Cavalaria e Gerenciamento de Crise da PM estão no local para negociar reintegração

25/04/16 - 06h55 - Atualizado em 25/04/16 - 09h15

Casas do conjunto residencial Antônio Lins de Souza, no município de Rio Largo, região metropolitana de Maceió, estão sendo desocupadas na manhã desta segunda-feira (25), por militares, em uma operação de reintegração de posse dos imóveis, que foram invadidos.

De acordo com informações do 8º Batalhão da PM, as famílias foram previamente avisadas que seriam retiradas, mesmo assim, insistiram em ficar no local.  

Em protesto pela desocupação, parte dos manifestantes bloquearam a BR-104, no km 90, no sentido bairros / centro, e passaram a queimar pneus. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), uma equipe está no local tentando negociar a liberação da rodovia. 

MAIS: Veja vídeo do confronto entre o Bope e os manifestantes

Guarnições do Batalhão de Operações Especiais Policiais, Radiopatrulha, Cavalaria, 5º e 8º Batalhões estão no local para dar apoio aos militares do Gerenciamento de Crise. Os policiais tentam negociar a saída dos moradores de forma pacífica. Um helicóptero da Secretaria de Segurança Pública dá apoio à ação.

O conjunto residencial invadido foi construído para abrigar famílias que perderam suas casas durante a enchente de 2010, além de pessoas com baixa renda comprovada. Das 1.849 unidades, cerca de 1.300 foram invadidas.

Operação retira famílias que invadiram conjunto residencial em Rio Largo
Operação retira famílias que invadiram conjunto residencial em Rio Largo
Operação retira famílias que invadiram conjunto residencial em Rio Largo
Operação retira famílias que invadiram conjunto residencial em Rio Largo
Operação retira famílias que invadiram conjunto residencial em Rio Largo
Operação retira famílias que invadiram conjunto residencial em Rio Largo