Polícia

Padrasto e mãe do pequeno Danilo são chamados para depor após nova suspeita

Deborah Freire | 16/10/19 - 07h52 - Atualizado em 16/10/19 - 08h36
Mãe e padrasto em entrevista dois dias após o crime | TV Pajuçara / Arquivo

A Polícia Civil chamou a mãe, Darcineia Almeida, e o padrasto do pequeno Danilo Almeida, de 7 anos, José Roberto, à Delegacia de Homicídios nesta madrugada para depor. De acordo com o padrasto, a polícia o coloca agora como suspeito do crime. Danilo desapareceu no sábado (12), no Clima Bom, quando ia de casa até a oficina de Roberto, mas sumiu e, horas depois foi encontrado morto, com facadas na cabeça.

O TNH1 conversou por telefone com o padrasto e ele confirmou que passou a madrugada na delegacia. À reportagem, ele demonstrou surpresa com a acusação. "Deram uma prensa na minha esposa dizendo que fui eu que fiz isso. Fiquei muito triste porque a polícia falou na cara dela que eu confessei; bateram com a mão nas costas dela", relata. Ele afirmou que pretende procurar ajuda de um advogado.

A reportagem não conseguiu falar com o delegado do caso, Bruno Emílio, nem com policiais da delegacia para confirmar se o padrasto figura agora como suspeito de cometer o homicídio e quais são os indícios que apontam para essa linha de investigação.

Veja entrevista da família à TV Pajuçara: