Nordeste

Padre é afastado após ser chantageado por fiel com quem se relacionava

Thiago Bomfim / Folhapress | 25/06/24 - 17h37
Homem foi preso ao receber dinheiro de padre, no sábado | Polícia Civil de Sergipe

O padre José Raimundo Soares Diniz, da Paróquia Senhora Sant'Ana de Boquim-SE, foi afastado após ter dinheiro extorquido por um fiel com quem teria tido um relacionamento.

Fiel pediu R$ 70 mil de padre para não vazar fotos e vídeos íntimos. O homem com quem o padre teria se relacionado teria pedido R$ 15 mil e R$ 55 mil, totalizando R$ 70 mil. Em um momento, chegou a mandar foto de uma arma ao pároco e ameaçar matá-lo caso não fizesse a transferência exigida.

Homens tiveram relações dentro de igreja, segundo boletim. Eles teriam se conhecido durante uma confissão na Paróquia Senhora Sant'Ana de Boquim, e o responsável pelas chantagens seria servidor da Prefeitura de Boquim.

Homem foi preso ao receber dinheiro de padre, no sábado. José Raimundo Diniz avisou a polícia antes da entrega, e agentes fizeram uma campana para prendê-lo em flagrante. Entretanto, ele pagou fiança e responde o processo em liberdade.

Diocese afastou pároco. Em publicação nas redes sociais, a Diocese de Estância confirmou o afastamento e "tomou providências para resguardar os direitos de todas as partes envolvidas, incluindo o sacerdote".

"A Diocese de Estância reafirma seu compromisso com a Palavra de Deus, bem como com a busca pela verdade e pela justiça", complementa a nota do bispo Dom José Genivaldo Garcia.

Em janeiro, padre chamou casal de "pobre". No episódio, enquanto celebrava um casamento, o padre José Raimundo Diniz criticou a qualidade do tapete colocado pelos noivos, e disse: "Foi essa condição que os noivos tiveram. Deve ser um casal pobre". Mais tarde, ele pediu desculpas pela fala e afirmou que sua "vida de sacerdote é acolher e defender os pobres".

Como o nome do investigado por extorsão não foi revelado, a reportagem não pôde entrar em contato com ele.