Mundo

Pais são acusados de homicídio após filha morrer por infestação de piolhos

UOL | 01/10/20 - 10h24 - Atualizado em 01/10/20 - 10h25
Foto: Reprodução

Um casal foi acusado de homicídio depois que sua filha, Kaitlyn Yozviak, 12, sofreu uma infestação de piolhos gravíssima que provocou um ataque cardíaco fatal. A criança desenvolveu uma grave anemia depois de ser picada pelos inúmeros insetos por diversas vezes.

O pai, John Joseph Yozviak, 38, e a mãe, Mary Kathrine "Katie" Horton, 37, foram acusados pelo assassinato da própria filha. Katie ligou para os serviços de emergência hoje dizendo que Kaitlyn estava inconsciente. A menina foi levada para o hospital onde os médicos a declararam morta.

Os registros médicos mostraram que Kaitlyn morreu de parada cardíaca com anemia grave listada como causa secundária, disse o agente Ryan Hilton ao Tribunal Superior do Condado de Wilkinson, no estado de Mississipi, nos Estados Unidos.

A autópsia determinou que ela sofreu "dor física excessiva devido a negligência médica".

Após a morte, a casa da família foi investigada e concluíram que a criança foi forçada a viver em condições sujas, "com vermes rastejando em todas as superfícies". A casa também foi descrita com uma quantidade excessiva de gatos.

A Divisão de Família e Serviços para Crianças da Geórgia havia afastado dois filhos dos pais devido às péssimas condições da casa.

Um casal se ofereceu para adotar a menina, mas John e Katie mudaram de ideia a respeito da adoção. A avó de Kaitlyn disse que "se o sistema tivesse feito seu trabalho e resgatado", ela teria criado a neta.