Brasil

Passageira expulsa mulher do metrô por não usar máscara em SP

Folhapress | 13/01/22 - 18h30
Reprodução / Redes sociais

Uma mulher expulsou outra passageira de um vagão do metrô da Linha 1-Azul de São Paulo após perceber que ela não estava utilizando máscara facial, item obrigatório no transporte para conter a disseminação da Covid-19. O caso ocorreu entre as estações Santana e Carandiru do metrô e um homem que estava no local compartilhou as cenas nas redes sociais. As passageiras não foram identificadas.

Nas imagens, as mulheres aparecem sentadas em lugares opostos do vagão, quando começam a gritar uma com a outra. A passageira sem máscara responde que não irá sair do vagão e que pagou para entrar no transporte. A outra mulher diz que o comportamento da primeira é uma "falta de respeito" com os demais passageiros e ameaça tirá-la do vagão.

"Eu desço a hora que eu quiser", é possível ouvir a passageira sem máscara falar. Ela então tem a bolsa arrancada das mãos e atirada para fora do vagão. Enquanto ela procura pelos pertences, acaba empurrada do vagão pouco antes das portas se fecharem.

Após a expulsão, os demais passageiros riem inicialmente da mulher, mas em seguida a aplaudem. Segundo o autor da publicação, ela se identificou como enfermeira. "Uma cidadã estava sem máscara no vagão do metrô. Uma enfermeira pediu por gentileza para que ela colocasse a máscara novamente. Essa cidadã ofendeu a enfermeira", escreveu o passageiro.

Ao UOL, o Metrô informou que não houve reclamação ou algum tipo de registro da confusão envolvendo as duas mulheres. O órgão, no entanto, informou que exige o uso de máscaras nos locais de circulação pública e que, além de campanhas para o estímulo do uso do item, a companhia inseriu no aplicativo a opção de comunicar rapidamente sobre passageiros que não a utilizam.

O Metrô também informou que capacitou colaboradores para orientar os passageiros sobre a utilização do item e ainda para retirar de viagem "aqueles que insistirem no descumprimento".

"A eficácia dessas medidas depende da colaboração de passageiros que, além de usar as máscaras corretamente, podem comunicar o não uso ou utilização incorreta das máscaras a qualquer funcionário do Metrô ou pelo SMS-Segurança (11 97333-2252) e aplicativo MetroConecta (Android e iOS)", diz comunicado.