Alagoas

Penitenciária de Segurança Máxima recebe mutirão de saúde

01/02/17 - 17h17 - Atualizado em 01/02/17 - 17h19

Como forma de garantir atendimento médico aos internos da Penitenciária de Segurança Máxima, a Gerência de Saúde da Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) realizou ontem (1º), um mutirão de saúde na unidade. A ação acontece semanalmente, de forma seriada, atendendo às demandas de cada módulo. Nesta primeira etapa, mais de 80 custodiados do módulo A foram beneficiados. 

Antes do atendimento, a equipe da Gerência de Saúde realizou um levantamento para identificar as demandas e necessidades de cada reeducando. Com o diagnóstico da situação foi possível desenvolver uma estratégia de trabalho para otimizar a ação. 

Ao todo, 20 profissionais de saúde atuaram no mutirão, sendo cinco enfermeiros, cinco técnicos em enfermagem, sete assistentes sociais, dois psicólogos e um médico. Para a supervisora de Saúde da Ressocialização, Andréa da Rocha, o mutirão é uma forma de acompanhar o histórico dos apenados. 

“A gente precisa conhecer o histórico médico de cada reeducando. Além de sanar as necessidades individuais, esta iniciativa serve para atualizar os prontuários. Estamos fazendo os encaminhamentos necessários, a explo da aplicação de medicação, e, quando há necessidade, direcionamos para o atendimento médico especializado”, afirma Andréa da Rocha. 

O mutirão é uma forma de acompanhar a saúde dos reeducandos, prevenindo a disseminação de doenças infecciosas. Na próxima sexta-feira (3), a partir das 14h, a iniciativa será realizada com os apenados do Núcleo Ressocializador da Capital.