Nordeste

Pernambuco apresenta aumento nas taxas de isolamento social após lockdown

Diário de Pernambuco | 21/05/20 - 08h21 - Atualizado em 21/05/20 - 08h29
Foto: Jornal do Comércio

Com as ampliações das medidas de restrição impostas pelo Governo de Pernambuco a partir do último fim de semana, cinco cidades da Região Metropolitana vêm apresentando aumento na taxa de isolamento social. Segundo a análise governamental, isso se deve a um entendimento popular da dimensão da pandemia e da importância das medidas restritivas.

Com a Operação Quarentena tendo sido implantada no último sábado, Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe e São Lourenço da Mata registraram índices melhores de isolamento social. Nos quatro primeiros dias de quarentena as cidades apresentaram uma média de isolamento de 52,1%, superior aos 50,1% da semana anterior.

Os números foram obtidos a partir de um levantamento da empresa InLoco, que verificou, nas cinco cidades, taxas de 60,1% (dia 16), 63,8% (dia 17), 53,5% (18) e 52,1% (19), superiores aos dos quatro dias anteriores, 48,1% (09), 52,4% (10), 49,4% (11) e 50,1% (12).

Na análise por cidade, também foram registrados melhores recortes em um comparativo entre as duas últimas terças-feiras: 19 (após as medidas) e 12 (antes das medidas). No Recife, essa taxa passou de 52,1% para 54,1% em uma semana. Em Olinda, os números subiram de 51,9% para 54%, enquanto, em Jaboatão, foram de 48,7% para 51,2%. Em Camaragibe, o aumento foi de 51,9% para 54%, enquanto São Lourenço passou de 48,7% para 50,4%.

Considerando a média estadual, Pernambuco também apresentou melhores números, ainda que as medidas de restrição valham apenas para essas cinco cidades. No estado, entre as duas últimas terças-feira, a taxa de isolamento social subiu de 48,3% para 48,8%.