Nordeste

PF encontra caixas de cigarro contrabandeado dentro de galpão em PE

Assessoria PFPE | 13/08/19 - 10h37 - Atualizado em 13/08/19 - 13h46
Caixas de cigarros contrabandeados foram encontrados em galpão | Assessoria / PFPE

Policias Militares lotados no NIA-Núcleo de Inteligência do Agreste e GATI-Grupo de Apoio Tático Itinerante do 4º BPM em conjunto com Policiais Federais de Caruaru/PE, prenderam nessa segunda-feira (12), um pedreiro de 28 anos, e um vendedor de 20 anos, depois da PF-PE encontrar um galpão onde estava sendo armazenados uma grande quantidade de cigarros contrabandeados de origem estrangeira no Parque 18 de maio em Caruaru (PE). A ação policial conjunta investiga possível comércio ilegal.

A operação teve seu desfecho quando os policiais militares e federais ao chegarem no local por volta das 11h, flagraram um veículo Fiat Ducato de cor branca e placas KXT 2290, estacionada descarregando cigarros e levando para dentro do galpão. Na ocasião foram detidos dois suspeitos que confessaram a prática criminosa. Na sequência foi apreendido com os suspeitos 03(três) aparelhos celulares e a importância de R$ 6.108,00 (seis mil e cento e oito reais) que os suspeitos informaram ser fruto de venda de cigarros contrabandeados. Também foi encontrada na posse dos suspeitos duas chaves de mais 02 (dois) depósitos, onde estavam armazenados uma quantidade maior de cigarros, fato esse confirmado quando feita uma busca no imóvel pelos policiais. 

Ao todos foram apreendidas 53 (cinquenta e três)  caixas de cigarros estrangeiros, os quais corresponde cerca de 530 mil cigarros das marcas Gold Seal, Gold Land, American Blend, Nise Baisha Full, Eight King Size, Pine Blue, Ruby Crush, Eight King Size Boxland Gold Personal Reserve. Terminado os trabalhos de polícia ostensiva e tendo sido encontrado os cigarros irregulares, ambos os suspeitos, receberam voz de prisão em flagrante, foram informados dos seus direitos e garantias constitucionais e em seguida por se tratar de crime de competência da Polícia Federal, foram levados para a Delegacia de Caruaru/PE, para as formalidades legais de Polícia Judiciária, tendo sido autuados em flagrante pela prática contida no artigo 334, § 1º, inciso V do Código Penal (Descaminho: adquirir mercadoria de origem estrangeira, desacompanhada de documentação legal) e, caso venham a ser condenados poderão pegar penas que variam de 2 a 4 anos de reclusão).

Após a autuação, os presos realizaram exame de corpo de delito no IML-Instituto de Medicina Legal, passaram pela audiência de custódia e foram liberados mediante pagamento de R$ 10 mil reais de fiança, onde deverão responder ao processo em liberdade, ficando à disposição da Justiça Federal.