Polícia

PM interdita calçada do Quartel Geral devido a problemas na estrutura do prédio

Laudo do Corpo de Bombeiros recomendou a desocupação do prédio centenário; tropa deve se mudar até o fim deste mês

Erik Maia | 07/05/19 - 14h53 - Atualizado em 07/05/19 - 14h58
Reprodução Google

Parte da calçada de uma das ruas que cercam o Quartel do Comando Geral da Polícia Militar (PM), no Centro de Maceió, será interditada na manhã desta quarta-feira (8) por conta de uma série de problemas estruturais pelos quais o prédio centenário vem passando.

Segundo o comandante geral da PM, coronel Marcos Sampaio, a medida atende a um laudo do Corpo de Bombeiros, que recomendou que o prédio fosse desocupado para que passasse por uma reforma.

“É por precaução mesmo, porque como há um laudo do Corpo de Bombeiros nós temos que tomar providências. A quadra chuvosa está se aproximando, há infiltrações, é um prédio antigo e como há esse laudo recomendando a saída, vamos isolar para que nada aconteça com quem passa por alí”, afirmou.

Os problemas estruturais do prédio foram idenfificados em 2015, quando o comandante fez o pedido de liberação de verba para reforma. Hoje, quatro anos após esse pedido, um prédio, localizado no bairro da Serraria, está sendo reformado para abrigar o comando geral da PM, durante o período da reforma do prédio centenário.

“Estamos aguardando a conclusão da instalação da rede de internet, que tem um prazo de 45 dias para concluir esse processo, para fazer essa mudança. Esse prazo acaba até o final deste mês”, esclareceu.

Em janeiro, o TNH1 mostrou que um laudo da Defesa Civil apontou para o risco de desabamento de parte do prédio do Quartel do Comando Geral da PM, mas nem o comando, nem o coordenador da Defesa Civil Estadual, tenente coronel Moisés Pereira de Melo, quiseram comentar sobre o teor do documento.

Na reportagem publicada em janeiro, o portal mostrou que em agosto de 2016, a Polícia Militar cogitou a transferência do comando geral para o prédio de um colégio particular, no Centro de Maceió.