Polícia

Polícia apreende menor suspeito de matar criança em Marechal Deodoro

Redação TNH1 | 11/02/20 - 11h47 - Atualizado em 11/02/20 - 12h01
Arquivo TNH1

A Polícia Civil apreendeu na manhã desta terça-feira (11) um adolescente de 17 anos, suspeito de matar a criança de 11 anos que teve o corpo encontrado na manhã da segunda, 10, aparentemente com sinais de estrangulamento e de estupro, em Marechal Deodoro. 

Ao TNH1, uma fonte ligada à PC informou que a polícia colheu novo depoimento da prima da menina, namorada do suspeito, e não tem mais dúvida de que ele é o autor do crime. 

O suspeito está apreendido na delegacia da cidade, onde está sendo registrada a ocorrência. Ele deve ser encaminhado para a Justiça posteriormente. 

Protesto e pedidos de justiça

Após a polícia informar que iria colher novo depoimento de um suspeito do caso, populares de Marechal Deodoro se concentraram na frente da delegacia para protestar e cobrar justiça. 

Responsável pela investigação, o delegado Leonam Pinheiro, titular do 17º Distrito Policial, conversou com a reportagem nesta manhã e revelou que a versão contada pelo homem em interrogatório apresentou contradições em relação ao depoimento de sua namorada, prima da vítima.

"Ele ter contado uma história diferente da namorada chamou a atenção da polícia. Então a gente soube de novas informações e por isso vamos interrogá-lo de novo. Tanto ele, quanto a namorada", disse.

Entenda o caso

Uma criança de 11 anos foi encontrada morta na manhã da segunda-feira, 10, no bairro de Botafogo, no município de Marechal Deodoro. O pescoço dela apresentava sinais de estrangulamento e ela teria sido estuprada antes do assassinato. As informações foram passadas ao TNH1 pela 5ª Companhia Independente da Polícia Militar.

A vítima, identificada inicialmente como Mari, estava seminua e um fio utilizado para instalação elétrica foi encontrado próximo ao cadáver, o que pode ter servido como arma para o criminoso.