Polícia

Polícia Federal vai atuar na perícia do assassinato do empresário Kleber Malaquias

Redação TNH1 | 23/07/20 - 11h49 - Atualizado em 23/07/20 - 17h57
Foto: Arquivo pessoal

Por meio de nota, na tarde desta quinta-feira, 23, a Polícia Federal (PF) informou que sua participação nas investigações da morte do empresário Kleber Malaquias de Oliveira, assassinado no último dia 15, em um bar no município de Rio Largos, vai se dar por meio de cooperação técnica com a Polícia Civil. A PF ficará responsável pela perícia criminal sobre materiais apreendidos por determinação da Justiça. 

Responsável pelas investigações, o delegado da de Rio Largo, Lucimério Campos, informou que pedirá a prorrogação do inquérito, que anteriormente seria de 30 dias.

O empresário ficou conhecido por diversas denúncias feitas à imprensa e a órgãos públicos contra prefeitos e integrantes do Poder Judiciário. Ele chegou a registrar boletim de ocorrência dizendo que foi vítima de  sequestro e tortura, em setembro do ano passado. 

O corpo do empresário foi encontrado no banheiro do "Bar da Buchada". Ele teria chegado ao local momentos antes em companhia de um desconhecido.

Testemunhas disseram que a vítima comemorava o aniversário na companhia de três amigos. Os suspeitos já aguardavam, dentro do estabelecimento, que Malaquias saísse de perto dos colegas para agir. Os dois se aproximaram e um deles atirou três vezes contra Malaquias. Um tiro atingiu a cabeça do empresário, que morreu na hora. Logo depois, a dupla ainda não identificada conseguiu fugir.