Alagoas

Polícia Militar embarca nova tropa para reforçar segurança do Carnaval em Alagoas

Cerca de quatro mil profissionais, entre os escalados para o policiamento ordinário e as escalas extras, seguem atuando durante o dias de festejos.

TNH1 com Ascom PM | 12/02/24 - 11h55
Tropa é composta por militares de diversos batalhões e alunos do CFC | Foto: Ascom PM

Um novo contingente da Polícia Militar (PM) foi embarcado, na manhã desta segunda-feira (12), para reforçar o policiamento no policiamento carnavalesco em Maceió e no interior. 

Militares de diversas unidades e alunos do Curso de Formação de Praças (CFP) embarcaram com destino a diversos municípios alagoanos. O primeiro embarque de tropas ocorreu no sábado (10). Neste Carnaval, a PM está presente de Norte a Sul, do Litoral ao Sertão, para que alagoanos e turistas curtam a folia em segurança.

O comandante-geral da PM, coronel Paulo Amorim, destaca a importância do trabalho da PM para garantir um Carnaval tranquilo em Alagoas. “Nossa missão é manter a ordem pública, desempenhando nossa função com profissionalismo e responsabilidade. Uma das medidas que adotamos foi a suspensão das férias durante este período, para que pudéssemos garantir o melhor serviço para nossa população”, ressaltou o comandante.

Operação Carnaval - Cerca de quatro mil profissionais, entre os escalados para o policiamento ordinário e as escalas extras, seguem atuando durante o dias de festejos de Momo. Nas regiões Norte, Zona da Mata e Sul, os Grandes Comandos vão ter à disposição 1.673 militares, atuando em Maragogi, São Miguel dos Milagres, Joaquim Gomes, Messias, Penedo e Coruripe.

No Sertão e Agreste, a PM contará com 1.478 policiais para o serviço de segurança nos municípios de Arapiraca, Palmeira dos Índios, Pão de Açúcar, Delmiro Gouveia e Piranhas.O Comando de Policiamento da Região Metropolitana distribuirá 820 policiais em Maceió e nas cidades do entorno, como Rio Largo, Pilar, Marechal Deodoro, Barra de São Miguel e Paripueira.

Os eventos serão acompanhados pelas equipes da PM conforme a previsão estabelecida pelos Termos de Ajustamento de Conduta (TAC) assinados junto ao Ministério Público do Estado, prefeituras e organizadores. Inspeções podem ocorrer para verificar e corrigir possíveis irregularidades e vulnerabilidades.