Alagoas

Polícia procura grupo acusado de espancar e esfaquear homem após discussão em Alagoas

15/02/17 - 12h36 - Atualizado em 15/02/17 - 12h36

A Polícia Civil de Alagoas concluiu e encaminhou à Justiça, nessa terça (14), o inquérito que investigou o assassinato de José Emerson Ferreira, conhecido como "Galego do Bigode", 32, cometido no dia 20 de outubro do ano passado, em Craíbas, no Agreste.

Emerson foi espancado e esfaqueado, de forma brutal, por um grupo de jovens, após uma confusão na Praça da Rodoviária, no centro da cidade. Os acusados foram indiciados, mas estão foragidos, e podem estar escondidos no estado do Mato Grosso.

Eles foram identificados como José Francisco dos Santos Filho, o "Noris", 20 anos, Leonardo João da Silva, o "Nado", 20 anos, José Willames Francisco de Araújo, o “Tindinha”, 23 anos, Weverton do Nascimento Vigna, o “Samuca”, 23, e Alan Santos Silva, 19. 

De acordo com o que apurou o 62º Distrito Policial, sob o comando do delegado Gustavo Xavier, a vítima teria provocado os autores do crime, ao chegar à praça onde o grupo estava e acelerar a moto, atitude que incomodou os acusados.

Os jovens teriam espancado a vítima e, minutos depois, a seguiram até sua casa, onde a atingiram com sete facadas. O inquérito reforça que o crime foi cometido por motivo fútil, e a vítima não teve chance de defesa. O acusado identificado como José Francisco esfaqueou Emerson enquanto os demais o seguravam, e davam chutes, socos e pauladas na vítima.

"Foram três meses de investigações que culminaram na conclusão do inquérito com a identificação dos cinco autores do crime, que continuam foragidos", disse a polícia, em nota. José Willames e Weverton já respondem a outros processos criminais nos estados de Alagoas e São Paulo pela prática de receptação, violência doméstica e roubo.

Quem tiver mais informações sobre crimes praticados pelos indiciados e sobre sua localização, pode entrar em contato pelo Disque Denúncia, no 181.