Nordeste

Polícias localizam suspeito de homicídio macabro no interior da Bahia

Com SSP/BA | 24/08/19 - 11h23 - Atualizado em 26/08/19 - 07h39
Jiovani foi vítima de tortura

A morte com requintes de crueldade que chocou moradores de Mutuípe, no interior da Bahia, em que um homem foi torturado, esquartejado e teve os órgãos mutilados, no início do mês, teve o principal suspeito localizado na manhã dessa sexta-feira (23), em uma fazenda na zona rural do município.

Rafael Jesus dos Santos, 29 anos, foi encontrado durante operação conjunta, por policiais militares e civis, e morreu em troca de tiros. Ele também era procurado pelo crime de tráfico de drogas.

De acordo com o comandante da Companhia Independente de Polícia do Litoral Norte, major Cis de Paula, Rafael e outros comparsas reagiram à prisão. “Parte do grupo conseguiu fugir, mas ele foi atingido e não resistiu”, contou. No local foram encontradas drogas, um revólver calibre 38 e materiais para acondicionar entorpecentes.

A titular da Delegacia de Mutuípe, delegada Ívia Vidal, afirmou que Galego, como também era conhecido, é o principal suspeito de matar Jiovani Queiroz Silva Santos, cujo corpo foi localizado enterrado em cova rasa numa mata da região. “O estado em que a vítima foi encontrada foi de chocar qualquer um. Os requintes de crueldade utilizados foram grotescos e incluíram mutilação de vários órgãos”, lembra a delegada.