Maceió

Prefeitura de Maceió decide manter festas de Réveillon na capital alagoana

Eberth Lins | 30/11/21 - 12h09 - Atualizado em 30/11/21 - 14h54
Foto: Arquivo Secom Maceió / Pei Fon

A Prefeitura de Maceió comunicou, no final da manhã desta terça-feira (30), que decidiu manter as festividades de Réveillon na capital alagoana, após avaliação do cenário atual do enfrentamento da pandemia na cidade. De acordo com uma nota, divulgada pela prefeitura, Maceió tem mais de 80% da população imunizada contra a Covid-19. 

"A redução de casos, internações e mortes refletem a importância da imunização e já possibilitam que os maceioenses comecem a retomar a rotina, seguindo as medidas necessárias. Diante deste cenário, que nos permite uma retomada gradual da economia e de todas as atividades com segurança, decidimos manter, inicialmente, as festividades de Réveillon em Maceió, com todos os cuidados que esse tipo de evento ainda requer", diz a nota.

A Prefeitura disse, no entanto, que a realização das festas dependerá da situação sanitária do país com relação à Covid-19 e dos decretos dos protocolos sanitários que estarão vigentes no período. O Município afirmou ainda que segue ouvindo as instâncias sanitárias e, em caso de orientação contrária, voltará a debater a questão.

Ministério Público e AMA recomendam não realização das festas - O anúncio acontece um dia após o Ministério Público do Estado (MPE) e a Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) recomendarem a suspensão de eventos públicos com grande aglomeração por conta da nova variante da Covid-19, a Ômicron. As instituições justificaram que o momento não é adequado para grandes aglomerações até que haja total controle de segurança sanitária.

O cancelamento de festas de réveillon já foi confirmado em cidades como Salvador, São Luís, João Pessoa, Belo Horizonte, Fortaleza, Goiânia, Palmas e Teresina; veja.

Ainda não dá para aglomerar, diz Sindicato dos médicos

A variante Ômicron também fez com que Sindicato dos Médicos de Alagoas (Sinmed) manifestasse posição contrária a realização de eventos com aglomeração. "Ainda devido à pandemia, o momento inspira cuidado. Se por um lado vislumbramos significativa redução de casos e boa cobertura da vacina contra a Covid-19, por outro lado temos em circulação novas variantes da doença, inclusive a mais letal já infectou alguns países. A triste experiência dos dois últimos anos não pode se repetir: perdemos milhares de vidas e entre os pacientes salvos, muitos continuam com sequelas. Portanto, recomendamos que cada um se proteja, evitando festas, shows, carnaval, enfim, aglomeração", trouxe a nota.

Em 2020, também após recomendação do Ministério Público, a Prefeitura não promoveu shows e a queima de fogos no Reveillon. A medida, no entanto, não afastou maceioenses e turistas, que se aglomeraram na orla para brindar a chegada do ano novo.