Maceió

Presidente do Crea-AL alerta sobre riscos no Rei Pelé: 'Se usada de forma incorreta, passarela pode desabar'

Redação TNH1 | 23/09/19 - 19h53 - Atualizado em 23/09/19 - 20h03
Reprodução

Um momento de alegria que se transformou em preocupação. Imagens da torcida do CSA enquanto deixava o Estádio Rei Pelé após a vitória sobre o Ceará no domingo (22) mostraram a passarela de acesso à arquibancada vibrando, em meio a pulos dos torcedores.

Os vídeos, que viralizaram nas redes sociais, voltaram a levantar a dúvida sobre a integridade do estádio, com muitos temendo a possibilidade de desabamento da passarela.

O TNH1 conversou com o presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Alagoas (Crea-AL), Fernando Dacal, que não descartou a possibilidade, já que a passarela foi construída apenas para o acesso às arquibancadas.

“A passarela foi construída para passagem do público que vai para as grandes arquibancadas. Ela está sendo usada aqui de forma incorreta. O pessoal está parado e pulando. Ela deveria ser usada só para a passagem e por isso teve a vibração”, explicou Dacal.

O presidente do Crea-AL, que também consultou o engenheiro Vinicius Maia Nobre, chefe da equipe responsável pela construção do Rei Pelé, reforça que a área não deve ser “palco” para comemorações.

“O risco de se fazer isso com uma carga maior e vibrando, ela pode desabar. Então, o correto é que se haja a utilização correta da passarela, ela servir para a passagem das pessoas de acesso às grandes arquibancadas e sair delas. Não para ficar pulando e torcendo. A passarela não é arquibancada”, relatou.

Dacal falou também que o conselho orienta aos órgãos responsáveis que o público seja conscientizado sobre os riscos. “O que a gente orienta é que a secretaria de Esportes (Selaj) e a polícia têm que observar para que o público use ela como passarela. Se continuar [utilizando] indevidamente, corre o risco de um desabamento. Ela [a passarela] foi feita inclusive com a sobrecarga totalmente cheia, mas sem a vibração”, conclui.

Nota da secretaria

A assessoria da Selaj encaminhou nota à imprensa no início da noite sobre os vídeos. Confira na íntegra:

A Secretaria do Esporte, Lazer e Juventude-SELAJ, informa que a construção do Estádio Rei Pelé foi projetada para ter estrutura de balanço, que ao tomar conhecimento na manhã desta segunda-feira (23/09) de vídeo publicado em rede social sobre a preocupação de torcedores com o balanço de determinado setor da arquibancada, contactou engenheiros especializados e responsáveis pelo acompanhamento do Estádio para verificar se o balanço apresentado está dentro da normalidade ou se há alguma anomalia que necessite de alguma intervenção. Informa, ainda, que está em andamento a confecção do Laudo de Estabilidade Estrutural de todo o Estádio, para verificar a estrutura do Estádio de forma aprofundada e detalhada.