Futebol

Presidente do CSA afasta diretor de futebol e promete mudanças no elenco: "O time é ridículo"

João Victor Souza com Rádio Pajuçara FM Maceió | 17/02/20 - 07h34 - Atualizado em 17/02/20 - 07h52
Matheus Pimenta/CSA

O presidente do CSA Rafael Tenório declarou, após a derrota para o Botafogo-PB por 1 a 0 no Estádio Rei Pelé, que vai fazer alterações no departamento de futebol do clube, além de afastar atletas que integram o elenco do time marujo.

Em entrevista ao repórter Bruno Protasio, da Rádio Pajuçara FM Maceió, ainda à beira do campo, o mandatário contou em primeira mão que vai desligar o dirigente Fabiano Melo da função de gestor de futebol e fazer uma reformulação no plantel.

"Nós estamos afastando do futebol o Fabiano Melo. Vou dispensar mais uns cinco ou seis jogadores e vamos contratar um profissional para cuidar do futebol. A equipe não está bem [...] Já substituímos o treinador e agora precisamos mudar", disse.

Ainda segundo ele, as contratações de jogadores considerados "medalhões" não deram certo e os atletas não estão mostrando empenho em campo. "Eu não estou aqui para jogar confetes em ninguém [...] Nós vamos afastar atletas, principalmente os medalhões que foram contratados a peso de ouro e que não estão justificando o salário que ganham", disse.

Entre os reforços citados por Tenório, estão os nomes do lateral-direito Norberto, dos volantes Iago e Geovane, do meia Renatinho, e dos atacantes Rodrigo Pimpão e Diego Maurício. Os zagueiros Luciano Castán e Alan Costa, que renovaram contrato com o Azulão, também foram lembrados pelo dirigente.

"Se é pra perder pagando caro, eu prefiro perder com a minha base, com meus jogadores. Estou extremamente decepcionado, pois eu não sou um derrotado, eu sou um vitorioso. Infelizmente montamos uma equipe de pessoas derrotadas", afirmou. 

"O nosso time é simplesmente ridículo [...] Nós sabemos que erramos, montamos uma equipe no início da temporada e deu essa porcaria aí. Só falta ser eliminado do Campeonato Alagoano para completar o desastre todo", continuou Tenório.

Por fim, o presidente do CSA confirmou que as decisões serão oficializadas nesta segunda-feira e que lamenta a postura dos jogadores. "Eu tenho a minha consciência tranquila. Eu dei o meu melhor e vou me preparar para me organizar para ir embora, porque esse mundo não é meu. É um mundo nojento o mundo do futebol. Você contrata determinados profissionais e eles sentam em cima do contrato", desabafou.