Alagoas

Projeto orienta reeducandos de AL na busca por espaço no mercado de trabalho

26/01/17 - 20h55 - Atualizado em 26/01/17 - 20h55
Reprodução

Em uma parceria inédita, reeducandos terão uma grande oportunidade para reparar os erros do passado e construir uma nova história de vida a partir do trabalho. A boa notícia é fruto de uma parceria que está sendo consolidada entre a Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) e a Secretaria do Trabalho e Emprego (Sete).

Após uma reunião entre os gestores dos órgãos estaduais, nesta quinta-feira (26), foi definida a implantação do Projeto Frente de Emprego, neste mês, no Complexo Penitenciário. Através de palestras realizadas por psicólogo da Sete, reeducandos do regime fechado receberão orientações para buscar espaço no mercado de trabalho após cumprirem suas penas.

Será implantado ainda o Conectar Alagoas nos próximos meses. A iniciativa terá como foco a qualificação dos custodiados com cursos de informática básica e avançada, pela modalidade Ensino a Distância, na biblioteca virtual existente no Complexo Penitenciário. E para garantir a dignidade, o Sine Volante irá emitir carteiras de trabalho para os apenados, em março.

O secretário executivo de Gestão Interna da Sete, Paulo Coutinho, destaca a importância da parceria para propiciar um futuro digno aos internos com o devido acompanhamento. “Vamos assinar um termo de parceria inédita com a Seris nos próximos dias. As aulas e os certificados ofertados serão iguais aos que viabilizamos aqui fora”, lembra Coutinho.

Obras de arte produzida no Sistema Prisional – No encontro, os gestores da Seris entregaram um press kit com peças de artesanato produzidas nas oficinas da Fábrica de Esperança, no Sistema Prisional, e um catálogo com os produtos confeccionados pelos reeducandos. Os trabalhos ocorrem entre segunda e sexta-feira sob supervisão dos servidores penitenciários.