Polícia

Reunião deve esclarecer o que motivou agressão a estudante em Satuba

O caso veio à tona após a divulgação de um vídeo que mostra a agressão dos estudantes a um colega, e ambos estavam fardados

Erik Maia | 08/11/19 - 09h40 - Atualizado em 08/11/19 - 09h43
Reprodução / Vídeo

Uma reunião deve esclarecer o que realmente motivou a agressão de um jovem por dois colegas de escola, em Satuba, na terça-feira (5). A agressão foi gravada em vídeo e divulgada através de aplicativos de mensagens.

Leia também: MPE pede investigação de briga entre alunos de escola em Satuba

De acordo com Thomázia Andrade, diretora da Escola Manoel Gentil do Vale Bentes, os pais dos jovens envolvidos no caso, além de militares do Batalhão de Policiamento Escolar e agentes da delegacia de Satuba devem participar da reunião.

“Várias versões foram apontadas, por isso, fomos à sala onde os garotos estudam para ouvir os outros colegas sobre o dia em que as agressões ocorreram. A gente não pode divulgar muita coisa porque ainda vai ter essa reunião. Então a nossa parte a gente fez”, pontuou.

Veja o vídeo:

De acordo com a diretora, o os alunos não foram expulsos de sala após terem sido flagrados colando, como informou o pai do aluno agressor. “Eles ficaram em aula até o fim do período. Após o termino do turno, esses alunos saíram e ficaram aguardando o jovem após a escola, perto de uma igreja”, concluiu.

Os alunos agressores estão suspensos desde a última quarta-feira.