Maceió

Saiba os locais onde é possível fazer a inserção do DIU de graça em Maceió

Secom Maceió | 22/06/24 - 13h16
Reprodução

O Dispositivo Intrauterino (DIU) é um método contraceptivo, uma pequena peça de plástico em formato de T, que pode ser inserido em um procedimento rápido em até 10 minutos por um médico. De acordo com  a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO), o aparelho  possui 99% de eficácia para evitar gravidez e tem validade de 10 anos.

A Secretaria de Saúde de Maceió (SMS) disponibiliza os serviços de inserção de DIU gratuitamente em 15 Unidades de Saúde e no programa Saúde da Gente, a fim de proporcionar mais segurança no planejamento familiar da população. Segundo informações da Coordenação Técnica de Atenção à Saúde da Mulher da SMS, até o início de junho deste ano foram realizados 192 procedimentos de inserção do dispositivo.

As mulheres interessadas em inserir DIU devem procurar atendimento médico nas Unidades de Referência que realizam o procedimento. A partir disso é realizada uma avaliação com o profissional da Atenção Primária, onde ocorre orientações sobre os benefícios e efeitos colaterais. Após a triagem para a introdução, exames preventivos são solicitados para confirmar se a mulher está apta a realizar o procedimento.

Segundo a ginecologista e obstetra da SMS, Jaqueline Cardoso, o DIU disponibilizado pelo município é feito de cobre e não possui hormônio, possuindo segurança e eficácia de 99%. 

“A realização dos exames essenciais são fundamentais para avaliar a posição e tamanho do útero, descartar gravidez e infecções. Entre os exames solicitados estão a ultrassonografia pélvica, colpocitologia oncótica, cultura de secreção vaginal e beta-HCG. Para a inserção do DIU, a paciente deve estar ciente dos riscos e benefícios, por isso, ela assina o termo de consentimento livre e esclarecido e deve estar com os exames dentro dos padrões de normalidade”, explica. 

“O principal efeito colateral é o aumento das cólicas e do fluxo menstrual que pode ocorrer principalmente nos primeiros meses de uso. Mas esses sintomas tendem a melhorar com o tempo e podem ser amenizados com uso de analgésicos e anti-inflamatórios. Para inserir o DIU  a mulher não pode estar grávida ou com suspeita de gravidez, nem ter lesões no colo uterino, infecção genital e nem apresentar sangramento vaginal. Após receber o dispositivo, a usuária deve realizar ultrassonografia pélvica para confirmar a posição do dispositivo, de preferência nos primeiros 15 dias, confirmando o posicionamento adequado”, completa Jaqueline Cardoso, ginecologista e obstetra da SMS.

Locais que realizam o procedimento

Para solicitação de inserção do DIU, as mulheres devem procurar uma dessas unidades munidas de documento de identificação, CPF, Cartão SUS e comprovante de residência. 

Pam Salgadinho ( Poço)

Osvaldo Brandão (Ponta da Terra) 

UBS Roland Simon (Vergel)

USF José Bernardes  (Rio Novo)

Geraldo Melo  (Bom Parto)

USF João Sampaio ( João Sampaio)

Paulo Leal (Feitosa)

Novo Mundo (Novo Mundo)

URS Hamilton Falcão (Benedito  Bentes)

Frei Damião (Benedito Bentes)

Dídimo Otto Kummer/Carminha (Benedito Bentes)

UDA UFAL (Cidade Universitária)

Walter de Moura (Santa Amélia)

USF Vereador Sérgio Quintella  (Santa Lúcia)

UBS Pimentel Amorim (Benedito Bentes)