Alagoas

Samu Alagoas implementa plataformas digitais para otimização do trabalho

Ascom Samu | 04/03/22 - 21h05
Thyeres Medeiros/Ascom Samu

A inovação é essencial para que qualquer organização evolua seus processos de trabalho e não é diferente dentro do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Alagoas. Desde o começo do ano, a Central Maceió implementa novas plataformas em busca de otimização e sustentabilidade nos processos internos e em breve serão expandidas para toda a operação estadual.

Entre as novidades estão a construção da Comunicação Interna (CI) digital, onde enfermeiros e técnicos de enfermagem notificam a coordenação sobre questões administrativas; e para o check-list das viaturas, um procedimento que é realizado diariamente para conferir os suprimentos e o pleno funcionamento dos equipamentos médicos dentro dos veículos.

Os formulários online podem ser acessados por smartphones disponibilizados pelo Samu ou pelos próprios celulares dos servidores. Com os QR Codes dentro das viaturas, para o check-list, ou pelos corredores da instituição, no caso da CI, os socorristas enviam os documentos com mais agilidade e que serão respondidos por e-mail em até sete dias.

De acordo com a coordenadora de Enfermagem da Central Maceió, Mirelle Torres, ao utilizar plataformas gratuitas para armazenamento dos dados, a iniciativa além de agilizar os trabalhos, gera economia para os cofres públicos e mais sustentabilidade ao utilizar menos papel. “Antes, os check-lists e as CIs eram arquivados fisicamente. Ou seja, além de gastar com a impressão, era necessário cada vez mais espaço físico para armazenar essas folhas. Para a comunicação interna, um outro formulário era utilizado para responder o servidor e também era arquivado fisicamente”, ressalta Mirelle.

Coordenado pela enfermeira Mirelle Torres, o projeto que foi desenvolvido também pelas enfermeiras Ana Xênia, Adriana Leal e Dilma Teixeira deve ser implementado ainda este ano na Central Arapiraca e nas 35 bases descentralizadas pelo interior de Alagoas. “Quando começamos com os formulários digitais na Central Maceió, vários coordenadores entraram em contato para que suas bases fossem incluídas no projeto. Estamos trabalhando para levar a novidade para todo o Estado”, explica a coordenadora.