Alagoas

Setor de eventos pede retorno de atividades com 40% da capacidade

Assessoria | 23/09/20 - 11h59 - Atualizado em 23/09/20 - 12h08
Foto: Reprodução/Facebook/Destruction

Nessa terça-feira, 22, a Comissão de Empresas de eventos de Alagoas e a Associação de Parque de Diversões do estado de Alagoas participaram de uma reunião na Assembleia Legislativa, em busca de respostas sobre a reabertura do setor. A categoria que parou em março, até o momento não retornou as suas atividades. 

O grupo mostrou as problemáticas vividas pelo setor de eventos através de reunião com a deputada Jó Pereira, em busca de uma ponte de diálogo com o poder público para conseguir retorno das atividades com 40% da capacidade em formaturas, casamentos, aniversários, eventos corporativos e similares. Foi marcado uma reunião virtual para próxima sexta-feira (25), às 11h, com o chefe do Gabinete Civil, Fábio Farias, com o intuito de debater a forma que esse setor irá retornar as atividades e quando será possível iniciar o processo. 

Tulio Diniz, que faz parte da Comissão de Empresas de Eventos de Alagoas, pede algum retorno sobre a situação, ‘’ Estamos aqui para cobrar do poder público um posicionamento mais rápido sobre o setor de eventos. Em todo o estado são mais de 200 mil pessoas que trabalham de forma direta e indireta e muitos tem apenas essa via de sustento, o que causa desespero por estarem parados há muito tempo, sem ter nenhum avanço ou retomada seguindo os protocolos sanitários e medidas de distanciamento, assim como outros setores. A sensação é que fomos simplesmente esquecidos’’, desabafou Tulio. 

O setor de eventos está parado a pouco mais de seis meses, sem nenhum avanço, o que contrapõe a outros setores com finalidade similar como: bares, restaurantes e casas noturnas, que hoje estão funcionando com 75% da capacidade total do seu público.