Alagoas

Simulação mostra áreas em AL que podem ser atingidas em caso de rompimento de barragem

Ascom Semarh | 05/04/20 - 19h17 - Atualizado em 05/04/20 - 19h52
Divulgação

O risco de rompimento da barragem localizada em Águas Belas, Pernambuco, segue em vigor. Diante disso, o Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), divulgou neste domingo (5), mapas dos municípios alagoanos com uma simulação de inundação, caso a barragem se rompa.

A Superintendência de Recursos Hídricos da Semarh (SRH) utilizou como base o mapa com a provável mancha de inundação em caso de rompimento da SRH de Pernambuco para fazer o recorte dos municípios alagoanos. Essas informações são importantes para que a Defesa Civil do Estado e dos municípios possam aperfeiçoar o trabalho de evacuação dos povoados ribeirinhos nos municípios de Santana do Ipanema, Poço das Trincheiras e Batalha, caso haja necessidade.

(Divulgação)
(Divulgação)
(Divulgação)

No último sábado (4), técnicos da Semarh e membros da Defesa Civil do Estado de Alagoas, de Pernambuco, vistoriaram a barragem. “Observamos erosões e fissuras na estrutura da barragem e de fato a situação é crítica e a há um sério risco de rompimento”, alertou o Superintendente da SRH de Alagoas, Pedro Lucas.

A Semarh, a Defesa Civil Estadual e os órgãos de proteção oficial do Estado seguem monitorando a situação da barragem em Pernambuco, em tempo real, para em caso de rompimento todas as medidas necessárias sejam tomadas de forma antecipada.

Ainda na última semana, a Semarh realizou um levantamento topográfico com informações da última cheia que aconteceu no dia 30 de março, em Santana de Ipanema, para a elaboração de um mapa de inundação. O intuito é indicar aos municípios e órgãos competentes áreas que não devem ser ocupadas, para evitar novas cheias.