Política

Sob suspense, relator do recurso de Cunha entrega parecer

05/07/16 - 11h35 - Atualizado em 05/07/16 - 11h36


O deputado Ronaldo Fonseca (PROS-DF) entregou, no fim da manhã desta terça-feira (5), à CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara o relatório sobre o recurso do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Ele é o responsável por recomendar que o colegiado acate ou não os questionamentos do peemedebista acerca do processo de cassação aprovado pelo Conselho de Ética. 

Após a entrega do documento, o deputado, tido como aliado ao presidente afastado da Câmara, preferiu não falar sobre o parecer.

— Meu voto está lacrado. Pela importância da matéria, eu não gostaria que meu voto fosse conhecido pela letra fria. Eu quero, ao ler amanhã pela manhã o meu voto, quero acrescentar os meus comentários para que não haja nenhuma dúvida quanto à imparcialidade com que fiz o relatório. Posso garantir a vocês, meu relatório é absolutamente técnico e imparcial.

O recurso de Cunha à CCJ tem cerca de 400 páginas. No requerimento, a defesa do parlamentar se ateve a questões de procedimento. Ele justifica, entre outras coisas, que o relator do processo no Conselho de Ética, deputado Marcos Rogério (DEM-RO), não poderia ter sido escolhido por pertencer ao mesmo bloco político do peemedebista.

O parecer de Fonseca será votado pelos demais membros da comissão. Os parlamentares dizem acreditar que, mesmo que o relatório seja favorável a Cunha, há grandes chances de ele ser rejeitado na votação.