Polícia

SSP apresenta resultado de inquérito que investigou morte da jornalista Márcia Rodrigues

29/01/17 - 14h46 - Atualizado em 29/01/17 - 15h07


Após cancelar a coletiva que apresentaria a conclusão do inquérito sobre a morte da jornalista Márcia Rodrigues, de 48 anos, na última sexta-feira, 27, no mesmo dia em que o filho dela, Milton Omena Neto, de 23 anos, assassinou o próprio avô, Milton Omena Farias, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) confirmou que vai revelar para a imprensa, em entrevista coletiva, o resultado do inquérito nesta segunda-feira, 30, no prédio da SSP, às 15h.

A Secretaria de Segurança Pública de Alagoas (SSP-AL) havia convocado a imprensa para uma coletiva às 16 horas desta sexta-feira, 27. Porém, no início da tarde, a assessoria comunicou que por conta de um imprevisto com um dos delegados que participaram das investigações, a coletiva teria que ser remarcada para a próxima terça-feira, 31.

Horas depois foi confirmada a morte do pai de Márcia, na mesma residência onde ela foi encontrada, no dia 14 de agosto do ano passado. A princípio, Milton Omena Farias havia levantado a possibilidade de que a filha pudesse ter cometido suicídio, já que estaria com depressão. Uma comissão de delegados foi formada para investigar se o caso poderia se tratar de um homicídio.

Caso Izael

Também nesta segunda-feira, durante a mesma entrevista coletiva, o chefe da Delegacia de Homicídios, delegado Fábio Costa, acompanhado do secretário Lima Júnior  e da delegada Ana Luiza Nogueira, apresenta detalhes sobre o indiciamento e a prisão da ex-mulher do sargento BM Izael Martins, atingido a golpes de faca durante visita à filha do casal.

Rose Vânia tentou alegar legítima defesa, acusando a vítima de tentativa de estupro, mas entrou em contradição em depoimentos posteriores .

O comportamento de Izael, segundo o delegado, foi defendido inclusive pela mãe da acusada, que o descreve como pessoa pacata, sem vícios, sem desvios comportamentais demonstrativos de violência".