Polícia

Suspeito de abusar menina de quatro anos está preso e babá é ouvida pela Polícia

Eberth Lins com TV Pajuçara | 02/09/21 - 10h29 - Atualizado em 02/09/21 - 10h54
Vídeo onde a menina relata o abuso foi amplamente divulgado nas redes sociais e causou revolta | Foto: Reprodução / TV Pajuçara

Um jovem de 18 anos foi preso na noite dessa terça-feira, dia 1º, suspeito de abusar sexualmente de uma menina de quatro anos, no bairro Ponta Grossa, em Maceió. O preso é namorado da babá da criança, que também já foi ouvida pela polícia.  De acordo com o chefe de operações da Delegacia de Crimes Contra a Criança e o Adolescente, Alan Barbosa, o advogado do suspeito procurou a polícia para negociar a apresentação. "Nós já tínhamos a identificação e estávamos em diligência para localizá- lo. O cerco estava se fechando para ele, tanto pela polícia quanto pela comunidade", disse em entrevista à TV Pajuçara/ Record TV.

Chefe de operações da Delegacia de Crimes Contra a Criança e o Adolescente, Alan Barbosa. Foto: Reprodução / TV Pajuçara

O chefe de operações ressaltou ainda que o depoimento da criança é consistente e 'praticamente igual ao que ela diz no vídeo'. "Como não houve conjunção carnal, a chance do exame no IML ser negativo é grande, então o mais importante nisso tudo é o depoimento da vítima, é o que a gente toma como prova maior", pontuou Alan Barbosa. O suspeito, segundo a polícia, nega o crime, mas confirma que esteve na casa, mesmo sem autorização da mãe da menina. "Nós acreditamos na versão da criança, isso é o mais importante para a gente", frisou.

O abuso passou a ser investigado após um vídeo onde a criança relata o crime ser amplamente divulgado nas redes sociais.  A pressão para a prisão aconteceu após a mãe da menina revelar em entrevista exclusiva à TV Pajuçara, na tarde de ontem (1°), que o suspeito é o namorado da babá da criança. Veja vídeo:

Hoje,o jovem deve ser encaminhado ao Sistema Prisional, onde ficará à disposição da justiça. O crime teria sido praticado no dia 27 de agosto, mas o caso só foi registrado na polícia no dia 30 de agosto.