Polícia

Suspeitos de matar PM alagoano morrem em confronto com a polícia pernambucana 

Redação TNH1 | 20/01/21 - 12h56 - Atualizado em 20/01/21 - 13h05
Reprodução/Redes Sociais

Dois suspeitos de envolvimento na morte do soldado alagoano Johnson Bulhões da Rosa Silva, de 27 anos, morreram após se envolver em um confronto com a polícia pernambucana, na noite dessa terça-feira (19).

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de Pernambuco, por volta das 21h30 de ontem, militares do Bope foram informados de que dois homens estariam transitando em um veículo na rodovia PE-051 e transportando armas e entorpecentes. 

Ainda segundo a Secretaria de Segurança, eles atiraram contra a viatura. Os policiais teriam reagido e os suspeitos foram atingidos e, em seguida, socorridos à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Camela, onde não resistiram aos ferimentos e morreram.

"Chegou a informação de que os suspeitos teriam participado do homicídio do policial militar de Alagoas no ano passado, e que um deles seria o gerente do tráfico na comunidade Salinas, em Porto de Galinhas", informou a polícia pernambucana.

Com eles, foram apreendidas armas de fogo e duas sacolas plásticas contendo 60 papelotes de entorpecentes com características semelhantes à maconha. 

O caso

O soldado Bulhões foi morto no dia 20 de novembro de 2020, em Porto de Galinhas, Litoral Sul de Pernambuco. Ele estava passeando com a família, quando foi morto com um tiro na cabeça após ser abordado num susposto assalto. Uma câmera de segurança registrou o momento do crime.