Polícia

Três suspeitos de assalto em casa de praia na Barra Nova são presos; veículo é apreendido

TNH1 | 19/02/21 - 07h03 - Atualizado em 19/02/21 - 08h01
Cortesia

Após buscas, policiais militares do Batalhão de Radiopatrulha (BPRp) prenderam três suspeitos de assaltar pessoas em uma casa de praia em Barra Nova, no município de Marechal Deodoro, na segunda-feira de Carnaval. O veículo que teria sido usado no crime também foi apreendido.

Um grupo de aproximadamente 20 pessoas passou por momentos de terror no início da noite de segunda, em uma residência no distrito de Barra Nova. Três criminosos armados com revólveres e um facão invadiram a residência em que as pessoas confraternizavam, fizeram ameaças violentas, levaram 16 iPhones e outros pertences.  

De acordo com a Polícia Militar, os serviços de inteligência do BPRp e do 4° Batalhão da PM, com a ajuda das vítimas, conseguiram rastrear a localização dos telefones roubados, onde traçou a rota da Barra Nova, passando por Satuba, bairro do Clima Bom, e finalizando no bairro de Chã da Jaqueira, mais precisamente na Rua do Arame, este último local onde o veículo Classic, de cor preta, foi encontrado.

Os suspeitos foram detidos e conduzidos à Central de Flagrantes, no bairro Farol, para a realização do reconhecimento feito pelas vítimas, e a lavratura dos procedimentos cabíveis.

A polícia também encontrou com os criminosos duas placas de veículo com numeração LRR-1319.

Assalto em Barra Nova

Uma das vítimas, que não será identificada na matéria, afirmou que os três homens entraram armados na residência e fizeram as pessoas reféns por pelo menos 10 minutos. 

"Tinha um portão automático e uma portinha dentro do portão. Essa portinha estava aberta. Eles entraram de máscara e fecharam a porta. Quebraram uma garrafa de vodca no chão, metendo o terror e dizendo: "Todo mundo perdeu, vão todos para a parede". Fomos para a parede. Um ficou sentado com o (revólver) 38 na mão, o outro estava com o 38 levantando a roupa de cada um e o outro estava com o facão e ficou dentro da casa recolhendo os pertences", relatou a vítima.  

"Daí eles queriam sair e disseram "Cadê a chave?". Uma das pessoas disse que não sabia e que o portão era automático. Ele disse: "Ou dá a chave, ou eu corto o dedo de cada um". Um deles ainda amassou o capô do carro de uma das pessoas da casa. Ele fazia o tambor do revólver de roleta russa na frente da gente. Eles foram bem debochados. Foi tortura", relembrou. 

Segundo a vítima, os três assaltantes fugiram em um Chevrolet Classic, de cor preta. As pessoas na casa conseguiram empurrar o portão automático e acionaram a Força-Tarefa da Polícia Militar em seguida.