Alagoas

Tribos alagoanas protestam contra proibição de contratos de professores indígenas

24/01/17 - 15h07 - Atualizado em 24/01/17 - 15h17
Reprodução / TV Pajuçara

Índios de diversas tribos de Alagoas estiveram em frente à sede da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), na manhã desta terça-feira, 24, para protestar sobre a suspensão do edital de contratação de professores indígenas feito pela Procuradoria Geral do Estado (PGE).

Segundo o Pajé Celso, da tribo Xucuru-Kariri de Palmeira dos Índios, uma das lideranças do movimento, uma reunião esta marcada com representantes da Secretaria e uma audiência na própria PGE para discutir a atual situação dos monitores.

“Aproximadamente 200 professores passam por essa situação. As aulas já começam no dia 6 de fevereiro e como ficarão as crianças indígenas sem a presença de monitores?”, questiona.

Caso não haja acordo, eles prometem permanecer no local ate que uma solução seja apresentada.

A Secretaria de Educação informou que não vai haver nenhuma suspensão de contrato dos monitores indígenas. O processo de renovação dos contratos está sendo analisado na PGE, mas a manutenção desses monitores está garantida.