Mundo

Trump assina ordem para construção de muro na fronteira com o México

25/01/17 - 16h50 - Atualizado em 25/01/17 - 16h54


O presidente dos EUA, Donald Trump, assinou nesta quarta-feira (25) uma ordem executiva para a construção de um muro ao longo da fronteira dos EUA com o México. A medida foi tomada para reprimir a chegada de imigrantes ilegais e aumentar a segurança nacional, segundo informações da agência de notícias Reuters.

O republicano também deverá tomar medidas nos próximos dias para limitar a imigração legal, incluindo ordens executivas que restringem o acolhimento de refugiados e bloqueiam a emissão de vistos a pessoas de vários países do Oriente Médio e do norte da África, incluindo Síria, Sudão, Somália, Iraque, Irã, Líbia e Iêmen.

Em seu perfil no Twitter, o republicano afirmou que este será um "grande dia para a segurança nacional". "Entre outras coisas, vamos construir o muro", acrescentou. O decreto também deve incluir outras medidas sobre imigração.

A construção de um muro na fronteira mexicana foi uma das principais promessas de campanha de Trump, que garantiu que o país vizinho pagará pela obra, embora sem nunca explicar como. O presidente do México, Enrique Peña Nieto, já disse publicamente que não arcará com a construção.

"Começaremos assim que possível", disse o magnata em entrevista à emissora ABC, durante a qual reafirmou que, "de uma maneira ou de outra", o México pagará pela obra.

Inquérito

Também no Twitter, que tem sido bastante utilizado por ele para se comunicar com os cidadãos, o mandatário norte-americano declarou que ordenará a abertura de uma investigação sobre supostas fraudes na eleição de 8 de novembro, que o levou à Casa Branca.

Segundo Trump, o foco do inquérito serão eleitores que teriam votado em dois estados e nomes de mortos que estavam registrados para participar do pleito. Já antes da eleição, o republicano havia colocado sua lisura em xeque, discurso que se manteve após a posse.