Alagoas

Ufal pede apoio das prefeituras para melhoria do transporte estudantil

26/01/17 - 14h35 - Atualizado em 26/01/17 - 14h37
Ascom Ufal

As pró-reitoras Estudantil e de Graduação, Analice Dantas e Sandra Regina Paz, se reuniram com a chefe de gabinete da prefeitura de Maceió, Juliana Vergetti, para discutir e propor encaminhamentos para a política de transporte estudantil. O objetivo foi chamar atenção para a quantidade insuficiente de ônibus urbanos para os alunos que estudam à noite no Campus A.C. Simões e a dificuldade de transporte dos estudantes de Viçosa.

A pró-reitora Estudantil, Analice Dantas, destacou “que o objetivo da reunião é pensarmos a melhoria da política de transporte em articulação com a prefeitura, para que os estudantes da Ufal possam ter, com quantidade e qualidade, o direito ao transporte público, sobretudo os estudantes dos cursos noturnos e os estudantes de Viçosa que necessitam da meia-passagem”.

A Gestão da Ufal tem realizado um conjunto de ações, como articulação com a Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), e a Assembleia Legislativa, para discussão de projetos de lei estaduais que favoreçam a mobilidade e o transporte intermunicipal em Alagoas. A Ufal também encaminhou ofícios para os prefeitos, cujos mandatos iniciaram em janeiro de 2017, pautando a importância do transporte intermunicipal como condição essencial para acesso e permanência de estudantes no ensino superior.

Nos documentos, foi apresentada a complexidade da mobilidade estudantil da Ufal, com a existência de três campi e quatro unidades educacionais fora de sede, além da Unidade Acadêmica do Centro de Ciências Agrárias (Ceca) no município de Rio Largo.

“Objetivamos sensibilizar as prefeituras sobre a relevância da oferta e garantia, com segurança e qualidade, dos transportes municipais, assim como encaminhar, para conhecimento, o calendário letivo da Ufal para o semestre 2016.1. O ofício foi acompanhado pelo calendário acadêmico e por um relatório produzido pelo técnico administrativo da Proest, Alex Renner, sobre os municípios de origem/residência dos estudantes da Universidade. O relatório permite a visualização da magnitude e complexidade da mobilidade estudantil e a essencialidade que esse tema apresenta para enfrentamento da evasão escolar”, ressaltam as pró-reitoras.

Como encaminhamento da reunião, a chefe de gabinete da prefeitura ficou de realizar agendamentos com os secretários de Educação, Saúde e Assistência Social e a Superintendência da SMTT, para futuras ações e projetos.

Outros projetos

As pró-reitoras Analice Dantas e Sandra Regina paz aproveitaram a reunião para mostrar o interesse em estabelecer futuras articulações envolvendo ações e projetos. Elas discutiram a possibilidade de parceria no desenvolvimento de plataformas ligadas aos Centros Urbanos, com apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

“O objetivo dos Centros é contribuir com a minimização da violência contra as crianças e adolescentes, e com a educação, numa perspectiva de viver e crescer com dignidade. É muito importante para prefeitura estabelecer parcerias com a Ufal, de maneira a fortalecer os projetos, sobretudo, àqueles relacionados as crianças e adolescentes das comunidades de Maceió”, destacou Juliana Vergetti.

A pró-reitora de Graduação da Ufal também ressaltou a importância de uma reunião com discussões como estas. “Tiveram importantes encaminhamentos, dentre eles, pensar a melhoria do transporte estudantil e a possibilidade de pensarmos diversas articulações significativas, a exemplo da política de estágios e projetos que visem a melhoria da qualidade de vida da população de Maceió”, disse.