Alagoas

Uncisal emite nota sobre a falta de 54 medicamentos no Hospital Hélvio Auto

19/02/19 - 06h23 - Atualizado em 19/02/19 - 06h52
Medicamentos estão em falta em hospital | Cortesia / Defensoria Pública

O Hospital Escola Dr Helvio Auto (HEHA), unidade assistencial da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal), emitiu uma nota, tratando sobre a falta de 54 medicamentos na unidade de saúde, especializada em tratamento de doenças infectocontagiosas. 

Confira:

- Os pacientes com os diversos tipos de meningite estão sendo atendidos e tratados pela unidade de saúde normalmente. Não há falta de antibióticos contra meningite, conforme relatado. O antibiótico Ceftriaxona, primeira escolha medicamentosa em alguns casos, está sendo substituído por outras drogas similares, uma vez que existem diversas opções terapêuticas para tratar a patologia. Como ocorre com recorrência na indústria farmacêutica, o medicamento em questão deixou de ser fabricado por alguns laboratórios, dificultando a compra por processos como normalmente é realizado nas instâncias públicas;

- Exames de endoscopia e colonoscopia estão sendo realizados para os pacientes internos. Os exames externos estão suspensos até a chegada de materiais que já foram solicitados;

- Ultrassonografias também estão sendo realizadas para os pacientes internos;

- As hemodiálises estão sendo feitas, quando há necessidade, nos pacientes da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), dentro da normalidade. Por meio de permuta de materiais com outros hospitais públicos;

- As dificuldades de abastecimento nas unidades assistenciais da Uncisal são decorrentes do retardo de repasses do fundo estadual de saúde, entretanto todas as medidas estão sendo tomadas para a regularização do abastecimento.

O Hospital Escola Dr. Helvio Auto, referência no tratamento de doenças infectocontagiosas no estado de Alagoas, reafirma seu dever com a população por meio da transparência e responsabilidade com a saúde de seus pacientes.