Meio Ambiente

Vídeo: biólogo explica aparecimento de insetos após chuva em Maceió

TNH1 com TV Pajuçara | 28/05/20 - 08h57 - Atualizado em 28/05/20 - 09h23
Reprodução/TV Pajuçara

Muitos maceioenses foram surpreendidos na última terça-feira, 26, com o aparecimento de insetos voadores dentro de residências de alguns bairros após a chuva que caiu na capital. O programa Cidade Alerta Alagoas, da TV Pajuçara, entrevistou o biólogo Carlos Fernando para saber o motivo da "invasão". Assista abaixo:

Segundo o biólogo, os insetos eram formigas da espécie formiga-alada, que deixaram as colônias para reproduzir. Ele explicou também que em época de chuva é comum que machos e fêmeas desenvolvam asas, sendo que as fêmeas se transformam em formiga-rainha preparadas para acasalar e criar uma nova colônia.

"Eles [insetos] saem em quantidade absurda de macho para pouca fêmea [...] A fêmea faz um estoque de sêmen e aí ela cai ao chão, arranca as próprias asas com a mandíbula e cava o solo. Ela nunca mais vai precisar reproduzir porque já tem o estoque de gametas, e pode procriar durante toda sua vida. A função dela é fazer uma nova colônia [em formigueiro] e procriar todos os dias durante os próximos três, quatro meses", disse.

Ainda de acordo com Carlos Fernando, a "noite de núpcias" das formigas acontece em dias favoráveis a elas e não há previsão de quando a infestação deve acontecer novamente. "Todo inseto é atraído pela luz. Com a abundância que eles saíram para fazer o acasalamento, com as luzes das cidades, eles acabam entrando nas casas, e quando entram, não conseguem mais sair. Então eles ficam no chão, nas paredes, onde tive luz, eles vão se concentrar", destacou o biólogo.

"Pode ser que aconteça de novo, pois as formigas, machos e fêmeas, que ficaram nas colônias, ainda vão desenvolver suas asas para sair e acasalar, só que não num volume tão grande como esse", finalizou.