Maceió

Vídeo: paciente com câncer terminal realiza sonho e se casa no hospital em Maceió

Redação TNH1 | 17/08/19 - 18h13 - Atualizado em 17/08/19 - 18h16
Michele e Edson se casaram na tarde deste sábado em Maceió | TNH1

Uma paciente com câncer terminal realizou o sonho de se casar, na tarde deste sábado (17), no estacionamento do Hospital Santa Casa Rodrigo Ramalho, no bairro do Prado, em Maceió. 

Michele Ferreira Costa, de 27 anos, chegou em uma ambulância, amparada por toda equipe médica. Familiares, médicos e enfermeiros auxiliaram na condução de Michele, que mesmo debilitada pelo estado de saúde, estava vestida de noiva e observando atentamente os detalhes do casamento. 

O local foi protegido com tendas e decorado com flores, miniaturas dos noivos, balões e a tradicional mesa doces e o bolo de noivado. O marido, Edson Afonso da Silva, de 40 anos, revelou que o momento especial aconteceu após uma conversa com o hospital e os médicos. 

TNH1
TNH1
TNH1
TNH1
TNH1
TNH1
TNH1
TNH1
TNH1
TNH1
TNH1
TNH1
TNH1
TNH1
TNH1
TNH1
TNH1
TNH1
TNH1
TNH1

"É um momento que eu e ela sempre quisemos, mas nunca tivemos a oportunidade. No momento em que tivemos, ocorreu esse fato da doença que a gente vem lutando há três anos. O hospital e a equipe de médicos se organizaram e perguntaram qual a surpresa que a gente queria ter no momento, a felicidade. A gente falou do casamento. Eles fizeram essa surpresa. Só tenho o que agradecer no momento em que a gente está passando agora. Graças a Deus está tudo lindo e maravilhoso", comentou o ansioso noivo antes da esposa chegar. 

Segundo ele, Michele descobriu o câncer há três anos e desde então luta contra a doença. 

"Estou há seis anos com ela. Temos uma filhinha, a Michele também tem mais dois filhos. Tem três anos que a gente vem lutando contra essa doença. Câncer no útero. Tem três anos que estamos lutando, mas não podemos desistir. Com esse momento feliz, acho que vai dar um 'ânimozinho' nela para termos mais forças para lutar. Nossa filha de 4 anos, a Lorena Sofia, vai entrar com as alianças e os outros dois jogando as pétalas". 


Edson e a pequena Lorena (Foto: TNH1)

"Não posso nem chorar agora e também na frente dela para não desanimar. Mas no momento do casamento não tem como segurar, está tudo lindo aqui. Mas é assim mesmo, a vida continua, a gente só não pode desistir", afirmou Edson. 

A gestora médica do Hospital Santa Casa Rodrigo Ramalho, Dra. Carolina Zau, disse que esse momento é a concretização de um sonho da paciente. Ela também explicou como foi possível organizar a cerimônia.