Maceió

Vídeo: transexual relata detalhes de discriminação sofrida em shopping de Maceió

Bruno Felix | 06/01/20 - 09h21 - Atualizado em 06/01/20 - 10h26
Reprodução/TV Pajuçara

Ao decidir deixar São Paulo e vir visitar a irmã em Maceió, há dois meses, a cabeleireira Lanna Hellen não podia imaginar que uma simples ida ao banheiro em um shopping iria terminar em confusão e constrangimento. Transexual de 27 anos, Lanna foi impedida por um segurança de usar o banheiro feminino do centro de compras, e o caso repercutiu no país inteiro.

“Precisei usar o banheiro, e fui ao banheiro feminino. Chegando lá, o segurança do shopping me abordou na porta e falou que não poderia usar o feminino por ser uma travesti. Ele alegou que uma cliente teria se incomodado, e que se sentiria constrangida se entrasse no banheiro e tivesse uma travesti lá dentro”, explicou Lanna.

Em entrevista à TV Pajuçara, a cabeleireira afirmou que começou a filmar a situação, perguntando ao segurança porque não poderia usar o banheiro, sem obter resposta. “Comecei a expôr o que eu estava sentindo, que era homofobia, discriminação, desrespeito, transfobia. Foi quando comecei a falar alto, pra todo mundo ouvir que eu não podia usar o banheiro, que não tinha banheiro pra travesti usar”, completou.

Lanna, então, subiu em uma mesa localizada na praça de alimentação do shopping, sendo retirada logo em seguida por seguranças. A movimentação atraiu a atenção dos clientes, e vários vídeos começaram a circular na internet.

Confira a entrevista completa de Lanna, concedida à TV Pajuçara, e em seguida, o comentário do especialista em segurança, Staeel Santos: