Maceió

Vídeos: mulher trans é retirada de shopping após protestar por uso de banheiro

Redação TNH1 | 04/01/20 - 09h43 - Atualizado em 04/01/20 - 13h59
Reprodução

Uma mulher transexual foi filmada indignada, nessa sexta-feira, 03, após ter sido impedida de usar o banheiro feminino de um shopping na parte alta de Maceió. Após subir numa mesa da praça de alimentação do centro comercial para protestar contra a atitude dos seguranças, a jovem, que não teve o nome revelado, foi retirada à força pelos agentes. Os vídeos gravados por clientes foram compartilhados nas redes sociais. 

Assista:

Segunda a denúncia feita por ela, um segurança teria chegado ao banheiro e a expulsado de lá. "Do mesmo jeito que fui constrangida, essa m*** vai acabar. Ele me tirou de lá de dentro. Não deixaram eu usar o banheiro de mulher. Vou fazer xixi onde? Desgraça!”, gritou. 

No segundo vídeo (mostrado acima) foi possível observar que a jovem quis chamar a atenção dos usuários do shopping para o que havia acontecido e utilizou a mesa para ficar visível para a maioria que passeava pelo local. Momentos depois de discursar, três seguranças imobilizaram ela e a levaram para outro departamento. 

Em outra filmagem, compartilhada em um perfil do Instagram, um dos seguranças que retirou a jovem disse que ela havia "ultrapassado os limites". "Só contemos ela. Primeiro que não é ela. É um macho, é um homem. Ela se considera mulher, mas é um macho”, disse ao relatar também que uma pessoa que estava no banheiro teria reclamando da presença da trans e por isso os agentes foram ao local. Veja o momento abaixo:

O presidente do Grupo Gay de Alagoas, Nildo Correia, informou por meio de sua conta no Instagram que tomou conhecimento do caso e que a vítima vai ser auxiliada pela organização. "Nossa equipe jurídica averiguará o ocorrido, e caso seja constatado excesso por parte do shopping tomaremos as medidas legais", disse na publicação.

O uso do banheiro feminino já chegou a ser discutido pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Há quase cinco anos, os ministros Luís Roberto Barroso e Luiz Edson Fachin votaram a favor do direito de transexuais usarem banheiros conforme a “identidade de gênero”, o que quer dizer que como se percebem, sendo homem ou mulher, independentemente do sexo a que pertencem. O julgamento foi interrompido na ocasião por um pedido de vista do ministro Luiz Fux.

No início da tarde deste sábado, o shopping divulgou nota oficial sobre o ocorrido. Leia abaixo, na íntegra:

Nota de esclarecimento - Shopping Pátio Maceió

O Shopping Pátio Maceió esclarece que ontem (03), a equipe de segurança foi acionada em socorro a uma ex-funcionária transexual de uma das lojas, que subiu em uma mesa da Praça de Alimentação. A ação foi necessária para garantir a segurança da própria pessoa e dos demais clientes. Informamos também que em nenhum momento a cliente, até este fato, foi impedida de utilizar as instalações do Shopping. Esclarecemos que não houve registro de nenhuma pessoa impedida de usar o banheiro. O Shopping Pátio Maceió segue apurando os fatos e se mantém firme no compromisso de atender com respeito e segurança a todos os seus clientes. O Shopping informa, ainda, que recebe e acolhe com respeito e empatia a todos os públicos independente de orientação sexual ou identidade de gênero, e reitera que respeita os direitos assegurados no Brasil a toda comunidade LGBTI+ e repudia qualquer restrição do direito de ir e vir.