Mundo

Vítimas de adolescente que matou família tinham seis meses, 5 e 6 anos, diz polícia

Com agências | 04/09/19 - 09h19 - Atualizado em 04/09/19 - 09h24
Sputinik Brasil

A polícia do Alabama, nos Estados Unidos, confirmou nessa terça-feira (3) que três das cinco vítimas mortas pelo adolescente de 14 anos eram crianças, uma deles um bebê de seis meses. Após matar todos os membros de sua família, o garoto ligou para a polícia.

As vítimas foram identificadas como o pai, John Sisk, de 38 anos, a madrasta, Mary Sisk, 35, e os irmãos do autor dos disparos (dois meninos, um de 6 anos e outro de 6 meses, e uma menina, de 5 anos), disse o porta-voz daa polícia à CNN. A motivação, contudo, permanece desconhecida. 

Durante a ligação para a polícia, o autor havia dito que estava no porão quando ouviu disparos no andar de cima. No entanto, por volta das 3h (horário local), ele confessou o crime em interrogatório. Mais tarde, foi levado para uma instalação juvenil. Ainda não foi definido se ele será julgado como um adulto. "As escolas do condado de Limestone estão profundamente tristes com o trágico evento", disse Karen Tucker, porta-voz do Distrito Escolar do condado.