Polícia

Zé do Coco: Polícia ouve familiares e testemunhas da execução de empresário

Redação TNH1 | 01/12/21 - 11h22 - Atualizado em 01/12/21 - 11h32
Execução foi registrada por câmeras de segurança | Foto: Reprodução

O delegado Bruno Emílio, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), informou nesta quarta-feira, dia 1º, que cinco pessoas, entre testemunhas e familiares, já foram ouvidas no inquérito que apura a execução do empresário José Antônio Ventura, o "Zé do Coco". O comerciante atendia um cliente quando foi assassinado a tiros nas primeiras horas da manhã do último dia 26, na Rua Comendador Luiz Calheiros Gato, no bairro Levada, próximo ao Mercado da Produção.

De acordo com o delegado, ainda esta semana outras pessoas serão intimadas a depor. "Já temos algumas linhas sendo trabalhadas, mas por enquanto a gente ainda não pode divulgar para não atrapalhar a investigação. São 30 dias em regra para concluir o inquérito, podendo ser prorrogado esse prazo se houver necessidade", disse ele ao TNH1.

Zé do Coco tinha 57 anos e, de acordo com a polícia, foi baleado seis vezes e morreu antes da chegada do socorro médico.

Câmeras registraram assassinato - O crime foi registrado por câmeras de segurança, que mostram, em um primeiro momento, uma dupla armada passando pela via numa moto vermelha enquanto a vítima orienta funcionários que descarregam coco no ponto comercial, por volta de 5h30. Dois caminhões brancos estavam estacionados com o produto na frente do local.

Em seguida, os suspeitos retornam no veículo, e José Antônio, sem perceber, vai para a calçada. O homem que estava na garupa desce com a arma nas mãos, se aproxima do empresário, e dispara mais de uma vez, com a vítima de costas para ele. Os suspeitos seguem foragidos.