Alagoas

2021: alagoano está realista com controle da pandemia, economia e emprego; confira resultado da enquete TNH1

TNH1 | 31/12/20 - 18h09 - Atualizado em 31/12/20 - 18h12

O ano de 2021 chega dividido entre a boa nova de uma vacina contra a Covid-19 e a preocupação com a economia. Pelo resultado da enquete promovida pelo TNH1, o alagoano se mostrou realista, e por vezes até pessimista com o ano que está chegando em áreas como economia e saúde. 

Na sondagem, o alagoano se mostrou dividido nas expectativas para o controle da pandemia do novo coronavírus. A maior parte, 42% dos internautas, está pouco otimista, e acha que vamos demorar a nos livrar do vírus que já matou quase 2.500 alagoanos, segundo o mais recente boletim epidemiológico da Sesau. 

Apenas 28% acreditam que nos livraremos da Covid-19 em 2021. Um fato que pode levar a esse pessimismo é a recusa de parte da população em não querer se vacinar futuramente. Veja o resultado da enquete. 


Emprego- Um dos setorres que mais preocupa é o mercado de trabaho. O setor produtivo fechou as portas para conter o avanço da Covid e o desemprego foi em massa. 

E pela enquete do TNH1, o alagoano não está muito animado para que esse cenário mude muito rapidamente em 2021. 37% dos votantes acham que o desemprego continuará no mesmo patamar atual. Mas 47% dos votantes acreditam sim numa recuperação, mas de forma lenta. 


Economia - a opinião do alagoano, segundo nossa enquete, sobre as perspectivas da economia alagoana para o próximo ano segue um pouco o cenário traçado pelos economistas. 31% dos votantes estão pessimistas por conta da quebradeira; e outros 60% acreditam que o setor dará apenas sinais de recuperação nesse próximo ano. Apenas 9% acham que com a vacinação as coisas vão ser normalizadas e a economia será aquecida. Veja o resultado completo: 


Na área de educação, o alagoano acredita que o ensino remoto veio para ficar, e terá maior participação na rotina escolar. Já 29% dos que responderam à enquete acreditam que o ensino presencial vai continuar dominando a educação. Confira o resultado.