Alagoas

67 mil inscritos: concurso da PM tem provas neste domingo em AL, SE e PE

Bruno Soriano | 14/08/21 - 09h00 - Atualizado em 14/08/21 - 09h18
Concurso oferece 1.060 vagas, sendo 1.000 para soldado combatente e 60 para aspirante a oficial | Marcos Santos/USP Imagens

A maratona de concursos para quem almeja o serviço público tem sequência neste final de semana. Mais de 67 mil pessoas de várias regiões do país vão realizar as provas do concurso da Polícia Militar de Alagoas (PMAL) neste domingo. Os locais das provas foram divulgados na última quinta-feira pela banca organizadora do certame, o Centro Brasileiro de pesquisa em Avaliação e Seleção de Promoção de Eventos (Cebraspe), e estão disponíveis no site cebraspe.org.br

Em virtude do grande número de inscritos, a Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag) informou que as provas também vão acontecer em Sergipe e Pernambuco. Segundo a Seplag, a mudança visa proporcionar a candidatos de SE e PE a chance de fazer as provas no seu próprio estado, “diminuindo o fluxo de pessoas em Maceió e Arapiraca e, consequentemente, nas salas”.

Além de conferir mais comodidade aos candidatos, a medida, prevista em edital, considera também o protocolo sanitário de prevenção à Covid-19. Nesse sentido, ao chegar ao local da prova, o candidato terá a temperatura corporal aferida, devendo usar máscara de proteção e respeitar o distanciamento social. Já quem estiver acometido pelo novo coronavírus não poderá participar da seleção.

O detalhe é que, em vários casos, a cidade escolhida pelo candidato para a aplicação dos exames no momento da inscrição não é a mesma na qual irá de fato realizar a prova. A mudança gerou insatisfação entre os concurseiros, o que levou o secretário de Planejamento, Gestão e Patrimônio, Fabrício Marques, a fazer uma transmissão em rede social para tirar dúvidas sobre a novidade. "Quase todos os candidatos de Sergipe, mas que residem próximo de Arapiraca ou Maceió, por exemplo, vão fazer as provas no local que escolheram. Já quem vem do Acre para Maceió, por exemplo, também vai fazer em Maceió. Tomamos a decisão correta de não adiar as provas e primar pela segurança de todos, agindo com absoluta lisura e transparência. Não foi por menos que confiamos este concurso ao Cebraspe. Portanto, não há nada que desabone este concurso", assegurou.

Contudo, muitos estudantes tiveram de refazer sua programação. Outros alegaram prejuízo financeiro, exigindo indenização e até o adiamento do certame. “Foi uma falta de respeito com quem já tinha tudo pronto. Fiz reserva de hotel em junho. Não tem como reembolsar tão em cima. Deveriam pelo menos ter avisado com antecedência”, afirmou um candidato.

O concurso - Para o cargo de aspirante a oficial, as provas objetivas e subjetivas serão aplicadas no turno da manhã e terão duração de 4h30min. Já para o de soldado será aplicada apenas prova objetiva, no turno da tarde, com duração de 3h30min. Os participantes deverão portar caneta esferográfica de tinta preta e de material transparente.

São 1.060 vagas em disputa, sendo 1.000 para o cargo de soldado combatente e 60 para o de aspirante a oficial. Concluído o curso de formação, a remuneração inicial para o soldado combatente é de R$ 4.250,06, enquanto que o aprovado para aspirante a oficial receberá R$ 8.099,94.

Locais de prova - De acordo com o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção de Promoção de Eventos (Cebraspe), os mais de 67 mil inscritos no certame devem acessar a área do candidato por meio do site cebraspe.org.br para conferir a informação. As provas do concurso irão acontecer neste domingo (15), em Alagoas, Pernambuco e Sergipe.