Alagoas

AL recebe mais 66.400 doses da AstraZeneca e amplia vacinação para pessoas com comorbidades

Redação TNH1 | 06/05/21 - 15h22 - Atualizado em 06/05/21 - 16h56
Carla Cleto / Agência Alagoas

Alagoas recebeu na tarde desta quinta-feira, 6, mais 66.400 doses da vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca Oxford/Fiocruz, anunciou o governador Renan Filho (MDB), pelas redes sociais. A nova remessa vai ampliar a imunização na faixa etária de pessoas com comorbidades e deficiência. 

A remessa chegou a Maceió por volta das 15h e seguiu, com escolta da Polícia Militar de Alagoas, para o devido cadastro e armazenamento em câmara fria no Programa Nacional de Imunização em Alagoas (PNI/AL). Lá, as vacinas ficam armazenadas em temperatura entre 2º e 8º Celsius. Ao todo, desde o início da Campanha de Vacinação contra a Covid-19, o Ministério da Saúde (MS) enviou sete volumes com vacinas AstraZeneca ao Estado.

"Ótima notícia! Vamos receber hoje mais 66.400 doses da Astrazeneca. Com isso, ampliaremos a vacinação em Alagoas e iniciaremos a imunização das pessoas com comorbidades a partir de 18 anos, além de avançar na vacinação com pessoas com deficiência permanente a partir de 40 anos", publicou o governador.

Com este lote, Alagoas já contabiliza o recebimento de 1.030.080 doses de vacinas. O Estado já distribuiu 867.877 doses para as Secretarias Municipais de Saúde (SMSs) e os municípios já aplicaram 686.965 doses dos imunizantes.

Hoje começou a aplicação das 7.020 doses da vacina Pfizer, que vai atender grupos de transplantados, gestantes e puérperas. Por outro lado, a aplicação da segunda dose da vacina CoronaVac está novamente suspensa pela falta de doses em Maceió e em cidades do interior de Alagoas. De acordo com informações do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Alagoas (Cosems-AL), são 17 municípios com a vacinação interrompida nesta quinta-feira (06).

As 99.750 doses enviadas pelo Ministério da Saúde (MS), na última segunda-feira (3), foram disponibilizadas ontem para serem retiradas pelas 102 cidades alagoanas nos Centros de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos, localizados em Maceió e em Arapiraca, junto a outras 13.090 doses que estavam armazenadas como reserva técnica no Programa Nacional de Imunização em Alagoas (PNI/AL), órgão ligado à Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).