Alagoas

Alagoas Mais Forte: movimento arrecada fundos para reforçar estrutura hospitalar do estado

Gilson Monteiro | 31/03/20 - 12h06 - Atualizado em 31/03/20 - 14h29
Imagem: Divulgação

O último boletim da Secretaria de Estado da Saúde (SESAU) informou que Alagoas contabilizava, até essa segunda-feira, 30, 17 casos confirmados do coronavírus, com cinco pessoas hospitalizadas. Hoje, terça-feira, 31, foi anunciada a primeira morte no estado por covid-19. No Brasil já são mais de 4 mil casos e 136 mortes.  

Muito mais do que para causar pânico, esses números acendem um alerta sobre o já deficiente sistema público de saúde brasileiro.  Aqui em Alagoas,  pessoas resolveram agir em torno de um movimento que visa apoiar a saúde pública. 

O Movimento “Alagoas Mais Forte”, que reúne pessoas e empresas da iniciativa privada, mas é aberto à participação de todos os  alagoano, em uma ação alinhada com a Secretaria Estadual de Saúde , está arrecadando fundos para a aquisição de 30 monitores multiparâmetro, macas e outros equipamentos utilizados em UTI’s, cuja estrutura local se mostra carente para enfrentar o momento de pandemia, com  a perspectiva de crescimento na demanda para tratamento dos casos mais graves da covid-19.  O governo do estado já anunciou reforço nos leitos, mas com a pandemia a demanda se mostra imprevisível.

“Diante desta situação, estamos buscando unir esforços de TODA SOCIEDADE ALAGOANA, com o objetivo de ampliar e melhorar a capacidade do nosso Estado para enfrentar um já esperado aumento na demanda de leitos de UTI, que precisarão estar equipados com ventiladores pulmonares e seus acessórios (monitores multiparâmetro com capinografia, carro de emergência hospitalar, camas hospitalares), como única forma de possibilitar a respiração assistida e conter o número de óbitos”, diz o texto de divulgação do Movimento, que você lê na íntegra no final da matéria.

Primeiros resultados - E o Movimento começa a colher importantes resultados. Nesta terça-feira, 31, já foi feita a primeira compra de equipamentos, com entrega prevista nos próximos 5 dias. “Pedimos à Sesau uma orientação sobre quais os equipamentos são mais necessários nessa ocasião. Então criamos este movimento para unir forças mesmo, a iniciativa privada, o poder público e toda a sociedade. Precisamos ampliar leitos, e adquirir equipamentos para suportar esse aumento da demanda”, disse a advogada Andréa Lyra Maranhão, porta-voz do movimento. 

Hospital de Campanha – a aquisição dos equipamentos  é apenas a primeira fase da campanha. A segunda será ajudar o governo na montagem de um hospital de campanha. “Concluída a compra dos equipamentos, estamos nos organizando para um segunda fase, que é ajudar o governo do estado na montagem de um hospital de campanha. O foco é apoiar a montagem dessa estrutura com a ajuda de todos”, ressalta Andrea Maranhão.  Nesse segunda-feira, o governador Renan Filho anunciou que irá transformar o Ginásio do Sesi e o Centro de Convençõesem hospitais de campanha

Como ajudar?
Para ser solidário não precisa muito. Os organizadores ressaltam que “todo valor é bem vindo”.  A colaboração deve ser enviada na conta bancária abaixo: 


Banco do Brasil
Agência: 1523-7
Conta Popuçança: 238.613-5

Operação 51
Titular: Inst. Diva Doação
CNPJ: 12.955.134/0001-45

Informações como comprovante de depósito, nome e CPF dos colaboradores devem ser enviados ao email doacao@idabsocial.org.br, para fins de emissão de recibos.