Eleições

Alfredo Gaspar e JHC falam dos rumos para o 2º turno em Maceió; veja vídeos

Eberth Lins | 16/11/20 - 10h55 - Atualizado em 16/11/20 - 11h10
Foto: Ilustração

Com a confirmação do 2º turno nas eleições municipais de Maceió, os candidatos Alfredo Gaspar (MDB) e João Henrique Caldas, o JHC (PSB) já se preparam para um enfrentamento nas urnas, no domingo (29). E como parte das estratégias de campanha, normalmente este é o momento de redefinir caminhos para atrair os eleitores órfãos, aqueles que não tiveram seus candidatos efetivados no segundo turno.

Outro foco na rápida campanha para o segundo turno são os eleitores que não foram votar nesse domingo. Na capital, o número de abstenções passou dos 140 mil, um eleitorado decisivo para o resultado do dia 29.

Após horas de atraso na apuração, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que o ex-procurador-geral de Justiça Alfredo Gaspar conseguiu 110.234 votos, isto é 28,87% total dos votos válidos. Em seguida, aparece o deputado federal JHC, com 109.053 votos, 28,56% do total.

Em entrevista à TV Pajuçara, Alfredo Gaspar informou que a campanha seguirá a "mesma estrada propositiva". "Minhas palavras são de gratidão. Não sou da política e esta é minha primeira eleição, mas isso mostra que minha história está sendo um cartão de visita para o futuro. Estou pronto para, ao lado do povo de Maceió, resolver os problemas da minha cidade", disse.

"Sempre baseei  essa campanha num caminho que desejava seguir. Vou continuar com propostas para resolver os problemas da minha cidade", acrescentou Gaspar, que é apoiado pelo atual prefeito Rui Palmeira (sem partido) e também pelo governador Renan Filho (MDB).


Já JHC, que é candidato da oposição, disse ter dado um pontapé formal na campanha. "Estamos juntando um conjunto de propostas plurais e pessoas extremamente gabaritadas para que imprimir um ritmo acelerado e , sobretudo, com independência. A partir de agora, damos um pontapé nessa campanha, vamos consultar a população e construir um plano de governo para tornar Maceió, além de uma cidade mais inclusiva, uma cidade possa materializar muitos sonhos que estão represados ", disse em entrevista à TV Pajuçara.

"O sentimento de mudança ficou evidente no resultado do 1º turno, com a população rejeitando de forma maciça o continuísmo representado pela campanha adversária. Vamos levar esse sentimento de mudança ao 2º turno e oferecer uma alternativa à continuidade da atual administração. Continuaremos fazendo isso de forma transparente, limpa e propositiva", reforçou.