Interior

Após nove anos, familiares sepultam restos mortais de Roberta Dias em Piaçabuçu

TNH1 | 16/11/21 - 11h19 - Atualizado em 16/11/21 - 11h25
Após um momento de oração e homenagens, a urna com a ossada de Roberta seguiu para o município de Piaçabuçu | Foto: Giraldo Freitas / Aqui Acontece

Passados mais de nove anos, familiares e amigos finalmente estão se despedindo da estudante Roberta Dias, nesta terça-feira (16). A jovem foi assassinada em abril de 2012, aos 18 anos, mas o paradeiro do corpo era desconhecido e os restos mortais só foram localizados em abril deste ano, quando uma ossada foi encontrada em um trecho situado entre o Pontal do Peba e Feliz Deserto, sendo confirmada em 14 de julho como sendo da jovem. 

A urna com os restos mortais de Roberta foi velada em Penedo e seguiu para o município de Piaçabuçu, onde fica o jazigo da família Dias. O sepultamento era para ter sido em julho passado, mas  o Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) comunicou a suspensão do enterro porque a ossada ainda passava por procedimento pericial para ser usada como prova no processo.

Áudios anexados às investigações mostram que gravidez motivou morte de Roberta Dias

A morte da jovem, conforme mostram áudios anexados às investigações, teria sido motivada por uma gravidez indesejada pelo namorado, um rapaz de 17 anos. O processo segue em tramitação e os suspeitos, que respondem por homicídio duplamente qualificado, seguem em liberdade.