Interior

Após ser esfaqueado e queimado, homem escapa de bandidos em Coruripe

João Victor Souza | 20/08/19 - 18h29 - Atualizado em 20/08/19 - 19h28
Cortesia

Um homem, identificado como Valcir Leite Tenório, de 37 anos, sofreu um atentado nesta terça-feira (20), em um local conhecido como "Bonsucesso", no Povoado Pindorama, em Coruripe, no Litoral Sul de Alagoas. Ele foi esfaqueado e teve o corpo queimado por criminosos. Apesar dos graves ferimentos, a vítima conseguiu escapar e pedir ajuda a moradores da região.

O delegado do município, Gustavo Pires, informou ao TNH1, na tarde de hoje, que conversou rapidamente com Valcir quando ele recebia atendimento na UPA da cidade, e foi informado de que duas pessoas teriam sido responsáveis pelo ataque.

"Ele estava desorientado ainda, estava medicado. Ele contou que havia saído de Feliz Deserto e quando seguia para Coruripe passou por um quebra-mola, duas pessoas teriam aberto a porta do carro em movimento e retirado ele de dentro do veículo. Após isso, começaram a espancá-lo", disse.

"Ele disse que não se lembra de muita coisa, que logo depois foi levado para um canavial, onde os criminosos atearam fogo nele, mas ele conseguiu fugir pelo dentro das canas", continuou o delegado.

Ainda segundo Pires, Valcir foi esfaqueado no pescoço. Testemunhas teriam dito que o homem se fingiu de morto para escapar dos criminosos, porém essa versão não foi confirmada pela polícia. 

O veículo da vítima, uma caminhonete S10, foi encontrado no Povoado Bolivar, sem nenhum pertence dele subtraído. "A carteira dele ainda estava no carro, que estava intacto. Não roubaram nada, então não foi assalto. A polícia vai checar as informações, que ainda estão confusas, para identificar os autores e descobrir a motivação", destacou Pires.

O delegado também confirmou que já tem as características físicas dos suspeitos, mas prefere evitar a divulgação com o objetivo de não atrapalhar as investigações.

Estado de saúde

Após ser atendido na UPA, Valcir foi levado para o Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió. A assessoria da unidade informou que a vítima apresentou queimaduras de segundo grau nas costas, nos braços e nas pernas, além do ferimento no pescoço causado por faca. O estado de saúde é considerado grave e ele segue aos cuidados da equipe da Área Vermelha Trauma.