Alagoas

Após três mortes em três dias, Sindpol quer vacinação em massa para policiais civis

TNH1 | 06/05/21 - 12h10 - Atualizado em 06/05/21 - 13h04
Foto: Marco Santos/Agência Pará

O Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) está reivindicando a vacinação para todos os policiais civis contra à Covid-19 sem limite de idade. A entidade divulgou que em três dias morreram três policiais civis ( Manoel Wanderley, José Ferreira Severiano Lima e Paulo Casado Farias Neto), vítimas do novo coronvírus. A entidade afirma que também solicitou o afastamento dos policiais com comorbidades e aqueles acima de 60 anos das delegacias.

Para defender a vacinação em assa dos policiais civis, o Sindpol fez críticas à vacinação de reeducandos do Sistema Prisional, anunciada pelo governo na última segunda-feira, 03. “Exigimos a vacinação de todos os policiais sem limitação da idade, para evitar a morte de mais policiais civis. Se o governo tem vacina para todos os presos, ele pode vacinar sim todos os policiais civis”, disse. Nesta semana, o governo do estado emitiu nota afirmando que a população privada de liberdade foi incluída pelo governo federal no grupo prioritário do Plano Nacional de Vacinação Contra a Covid-19, assim como os servidores do sistema prisional e outros cinco novos grupos. 
 
O presidente do Sindpol, Ricardo Nazário questiona que o governo não estaria dando a devida atenção aos policiais civis, citando as aglomerações em operações policiais, a falta de regramento de atendimento e reordenação nas delegacias da Polícia Civil, fazendo com que o policial se exponha muito mais, visto que eles não trabalham em home office. “A atividade do policial não para”, ressaltou.

O que diz o governo

Sobre a vacinação dos policiais sem limite de idade, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) ficou de se pronunciar ainda nesta quinta-feira. Quanto ao afastamento dos policiais com comorbidades e os acima de 60 anos, o TNH1 ainda não conseguiu contactar a Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag) até o fechamento desta reportagem.