Interior

Arapiraca 95 anos: símbolo da cultura, Zezito Guedes é eternizado com busto em frente a museu

William Rocha, especial para o TNH1 | 30/10/19 - 16h17 - Atualizado em 30/10/19 - 16h21

Um dos patrimônios vivos da Cultura Alagoana, José Gomes Pereira, mais conhecido como Zezito Guedes, ganhou mais uma homenagem no município que comemora, nesta quarta-feira (30), 95 anos de emancipação política, a cidade de Arapiraca.

Dono de um acervo histórico referente à Terra de Manoel André, Zezito foi eternizado em frente ao museu que leva o seu nome com a aposição do busto que simboliza toda a sua participação e colaboração na formação cultural arapiraquense.

O responsável pela confecção do busto foi o artista plástico Thony Silva.

Parte integrante das comemorações dos 95 anos da Emancipação Política de Arapiraca, o museu, que há alguns anos sediou o poder executivo municipal, completou 10 anos de fundação e de trabalhos, auxiliando a população e as escolas das redes pública e privada de ensino.

Emocionada, Graça Guedes, filha do homenageado de 83 anos, agradeceu a lembrança feita a seu pai.

"Em nome da minha família agradeço a todos por esse reconhecimento em vida pelo que meu pai fez por essa cidade. Uma homenagem como essa é um orgulho muito grande”, destacou Graça Guedes.

Natural do Estado da Paraíba, José Gomes Pereira fez, assim como o pernambucano Manoel André, de Arapiraca a sua terra, e durante décadas foi um grande colaborador e colecionador de fatos históricos.

O apelido que carrega até os dias de hoje foi um mimo dado pelo mestre Ariano Suassuna, autor dos grandes clássicos da cultura nordestina, a exemplo do Auto da Compadecida.