Alagoas

Às vésperas de novo decreto, governador diz: se acender a luz vermelha, tomaremos as medidas necessárias

TNH1 com Agência Alagoas | 28/05/20 - 07h00
Foto: Agência Alagoas

Domingo é o último dia do mês e também da validade do último decreto de emergência baixado pelo governo do estado mantendo as regras de isolamento social em Alagoas. A guerra contra o coronavírus no estado já contabiliza mais de 7 mil casos e mais de 350 mortes. O último decreto data de 19 de maio, quando o governador anunciou um aperto na fiscalização.

Resistente ao lockdown, o chamado bloqueio total do estado, o governador Renan Filho (MDB) voltou a falar do assunto em entrevista à imprensa, desta vez alertando que, se a coisa apertar, tomaremos as medidas necessárias". 

“O fato é que todas as medidas necessárias estão sobre a mesa e aqui em Alagoas nós seguiremos tomando as medidas cabíveis e suficientes para o momento. Se a coisa apertar mais, se acender a luz vermelha, nós ouviremos a ciência, ouviremos a medicina e tomaremos a medida necessária”, assegurou.

“É importante que todo mundo compreenda que a taxa de ocupação dos leitos destinados à Covid-19 tem crescido em Alagoas, por isso o trabalho tem que ser em duas vertentes: por um lado, o Governo do Estado amplia os leitos; por outro, o cidadão colabora com as medidas de distanciamento social. Se fizermos isso juntos, vamos conseguir administrar a pandemia aqui em Alagoas”, disse.

Avanço do vírus no interior                                              

O governador revelou ter conversado, nesta quarta-feira (27), com o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello. Renan Filho afirmou que foi alertado pelo general de que, com base em estudos desenvolvidos pelo Ministério, a velocidade de contágio pelo novo coronavírus tem diminuído nas regiões metropolitanas do Norte e Nordeste do Brasil. O vírus, agora, avança para os municípios interioranos. “A tendência é que, nos próximos dias, nas próximas semanas, haja uma interiorização mais forte do vírus”, disse.

O Governo do Estado está trabalhando para aumentar a oferta de leitos na capital, mas, de acordo com o governador, trabalha principalmente para fortalecer a oferta no interior do estado, diante do crescimento do número de casos nos municípios. Alagoas já disponibiliza cerca de mil leitos exclusivos para o tratamento da Covid-19 e seguirá, segundo Renan Filho, ampliando as vagas, tanto de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) como de leitos clínicos.

“A gente espera, até o final desta semana, abrir 30 novos leitos de UTI. Isso vai distensionar um pouco, principalmente no interior, por isso vamos abrir novos leitos de UTI na Unidade de Emergência do Agreste, em Arapiraca; em Santana do Ipanema; e também novos leitos em Maceió, nos hospitais Metropolitano e da Mulher”, informou Renan Filho.