Alagoas

Autorização: saiba como será a duplicação da AL-101 Norte, entre Garça Torta e Barra de Santo Antônio

Agência Alagoas | 01/06/21 - 12h22 - Atualizado em 01/06/21 - 12h30
André Palmeira/Agência Alagoas

O governador Renan Filho e o secretário de Transporte e Desenvolvimento Urbano, Mosart Amaral, assinam, nesta quarta-feira (2), ordem de serviço para a duplicação da AL-101 Norte no trecho entre a Garça Torta e a Barra de Santo Antônio. A solenidade acontecerá às 10 horas, no Salão de Despachos, no Palácio República dos Palmares.

O trecho a ser implantado tem 28 quilômetros de extensão e é chamado de Via Expressa. Diferentemente do trecho já duplicado da AL-101 Norte – entre a Escola Fazendária e Garça Torta, cuja via duplicada segue paralelamente à via existente –, o novo segmento da duplicação terá um novo traçado, preservando, assim, o comércio local presente na atual rodovia, que se tornará, futuramente, uma via local.

A obra inicia na altura da ponte do bairro de Garça Torta, em Maceió, e segue internamente, no sentido do continente, até logo após o povoado Santa Luzia, no município de Barra de Santo Antônio. Além da duplicação, também serão construídos cinco acessos, totalizando 6,7 quilômetros, que irão conectar a nova via expressa aos aglomerados urbanos situados às margens da AL-101 Norte – Riacho Doce, Saúde, Ipioca, Paripueira e Santa Luzia.

A duplicação terá um investimento total de R$ 285 milhões oriundos do governo estadual. Além de melhorar a fluidez do trânsito, a continuidade da duplicação da AL-101 Norte vai garantir mais segurança aos motoristas que trafegam pela região, contribuindo também para o fortalecimento do turismo no Litoral Norte do estado.

“Quando concluída, a rodovia duplicada vai possibilitar mais segurança e agilidade no escoamento produtivo da região, bem como no transporte de pessoas para atividades turísticas ou de negócios”, destaca o secretário de Transporte e Desenvolvimento Urbano, Mosart Amaral, ressaltando ainda que a duplicação da rodovia AL-101 Norte é uma demanda antiga da população do Litoral Norte alagoano, que há muitos anos convive com congestionamentos, lentidão e acidentes de trânsito numa das rodovias mais importantes do estado.