Meio Ambiente

Aves são encaminhadas à região de distribuição de espécie e ao Parque dos Falcões

Assessoria IMA | 18/11/20 - 19h03
Assessoria IMA

Cerca de 70 animais vão ser encaminhados para local de distribuição de espécie e parque. A ação conjunta, entre o Instituto do Meio Ambiente do Estado de Alagoas (IMA/AL) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama), garante que os passeriformes e rapinantes sejam destinados a locais seguros.

As equipes envolvidas levam, nesta terça-feira (17), quatro aves de rapina, uma Sabiá-da-mata e quatro sabiás da espécie laranjeira para o Parque dos Falcões no município de Itabaiana em Sergipe. Dentre as espécies de rapinantes estão: Carcará, Coruja-de-Igreja, Gavião-Carijó e Coruja-Orelhuda.

Segundo Ana Cecília, veterinária do IMA, a maior parte dos rapinantes chegam ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) por meio de resgate feito pelo Batalhão de Polícia Ambiental (BPA).

“Os passeriformes a maioria vem de apreensão, alguns de entrega voluntária. E os rapinantes, a maioria vem de resgate, às vezes é um rapinante que bate na casa de alguém ou alguma repartição no qual ele não consegue sair ou está fraturado”, explica a veterinária.

Após deixarem o Parque dos Falcões, equipes do IMA e do Ibama seguem, com 52 passeriformes, sendo eles Trinca-ferro, Coleirinho e Papa-Capim, até o Cetas do município de Vitória da Conquista – BA.  

Os animais foram levados à esses locais devido as condições e ocorrência de espécies.  “Eles são inaptos à soltura. Vão ser destinados por possuírem fraturas que muitas vezes impossibilitam o voo. E alguns não têm ocorrência aqui em Alagoas”, finaliza Ana.